Jump to content

Vender ssh é crime ?


Paladino
 Share

Recommended Posts

Depende a finalidade. Eu vejo muita gente vendendo proxy ssh para burlar os limites de franquias de operadoras de internet móvel, isso, se não for crime, é ao menos anti-ético.

"nullum poena sine praevia legge" - nada é crime se não tiver uma lei específica dizendo que aquilo é crime. Não me recordo de nenhuma lei que criminalize este tipo de coisa, dei um "bizú" no marco civil, e ele também não criminaliza isso, pelo contrário, o marco civil agora é tendencioso contra a limitação de franquia. Então, provavelmente não é crime, mas é no mínimo anti-ético.

Agora, o maior risco disso, é que se o cara utilizar o proxy para fazer algum outro crime, você vai se ferrar junto, de alguma forma, nem que seja a simples citação para a obrigação de fornecer algum dado.

 

@edit:

Agora, outra coisa. Dizer que não é crime, não significa que você não possa ser responsabilizado civilmente pelos danos às operadoras móveis. Uma ação cível é sempre cabível, e aí as condições são muito mais "depende" que estritas.

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Henrique Rosset disse:

Depende a finalidade. Eu vejo muita gente vendendo proxy ssh para burlar os limites de franquias de operadoras de internet móvel, isso, se não for crime, é ao menos anti-ético.

"nullum poena sine praevia legge" - nada é crime se não tiver uma lei específica dizendo que aquilo é crime. Não me recordo de nenhuma lei que criminalize este tipo de coisa, dei um "bizú" no marco civil, e ele também não criminaliza isso, pelo contrário, o marco civil agora é tendencioso contra a limitação de franquia. Então, provavelmente não é crime, mas é no mínimo anti-ético.

Agora, o maior risco disso, é que se o cara utilizar o proxy para fazer algum outro crime, você vai se ferrar junto, de alguma forma, nem que seja a simples citação para a obrigação de fornecer algum dado.

 

@edit:

Agora, outra coisa. Dizer que não é crime, não significa que você não possa ser responsabilizado civilmente pelos danos às operadoras móveis. Uma ação cível é sempre cabível, e aí as condições são muito mais "depende" que estritas.

Isso ai, já disse tudo o que muitos tem dúvidas.
Geralmente quem vende inject ainda por cima usa os nomes das empresas, como: "venha ter sua internet ilimitada da vivo", o que poderia até mesmo caracterizar como uso indevido da marca sem autorização.

Link to comment
Share on other sites

Na teoria a operadora pode responsabilizar alguém caso consiga encontrar esse alguém que comercializa, mas é mais simples ela bloquear os servidores que estão praticando esse método.

Se a operadora consegue identificar o autor, pode processá-lo por uso indevido da rede privada, pois esse método nada mais faz do que burlar o limite de franquia da mesma.

A venda de VPN não é crime e no Brasil nunca será, porém usar uma rede privada sem autorização, a mesma pode bloquear o acesso sem aviso prévio e até mesmo processar quem pratica esse procedimento caso ela venha ter provas de quem faz e comercializa isso.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...