Clicky

Ir para conteúdo

VTFerreira

Membro Ouro
  • Total de itens

    554
  • Registro em

  • Última visita

Informações pessoais

  • Nome
    Valter Troetsch de Ferreira
  • Localização
    São José dos Campos

Últimos Visitantes

7.273 visualizações
  1. Eu mesmo já participei desse debate uns 3 anos atrás. É ilegal criar tal base de dados pública, por mais corrupto e imoral que seja o canalha que lhe prejudicou. Claro você pode criar um registro dos CPF/CNPJ que já lhe deram problemas e guardar para si mesmo. O exemplo do vídeo não é a mesma situação de um host/prestador de serviços. Penso que todos com algum tempo de mercado já passaram por situação semelhante. Eu recuso ex-cliente que ficou devendo e saiu, ou foi expulso, ou que teve comportamento em desacordo com os Termos de Uso. Não poder pagar e renegociar é uma coisa, dar uma de "esperto e não pagar" é outra.
  2. É como já disseram em outros tópicos, existe mercado para todo tipo de gente e profissional, desde o moleque que vende CD com "1000 templates de site" na feira por "déiz real" até as grandes agências com equipes de arte, foto, vídeo, redação e publicidade. Cada um trabalha da forma que acha mais interessante e correto. Eu respeito meus clientes e fornecedores, tenho minhas assinaturas de Temas - mas é uma escolha minha. Pelo que vejo nos noticiários, tráfico de drogas e corrupção devem dar bem mais dinheiro do que criar e hospedar sites, os tais sempre estão bem financeiramente, vivendo no luxo. Eu não recomendo isso, mas é de cada um fazer suas escolhas.
  3. Usar Tema nulled - pirata, consciente que está pagando merreca por algo que custou o esforço e conhecimento de terceiros e foi copiado sem autorização tudo bem para você, mas exige seriedade? Sua reclamação tem tanta base quanto quem usa WHMCS nulled e depois reclama de invasão.
  4. Estou procurando um banco digital para PJ, vi o Neon e o Inter (antigo Intermedium). O boleto do Neon tem custo fixo de R$ 2,90? Imagino que para cobranças via cartão de crédito, ainda precise de um MoIP/PagSeguro, mas a maioria dos clientes preferem boleto entregue via e-mail. Outra dúvida é que segundo o Nubank, a aplicação automática da conta deles tem projeção de renda de 5,49% ao ano, enquanto o CDB de outros bancos é de 4,66% em média. Se eu entendi direito, a aplicação do Nubank está rendendo mais que a do Neon? Fonte https://www.nubank.com.br/nuconta/ O Nubank é somente para PF, pelo menos no futuro próximo, e a única forma de "sacar dinheiro" é usando o cartão de crédito deles. @redenflu, a conta com aplicação no Neon, o tal do objetivo, é somente PF ou também PJ?
  5. O mais simples seria utilizar um Tema de WordPress que possui o recurso que deseja e apenas inserir o endereço do vídeo. Conforme o Tema você terá que hospedar o vídeo no seu servidor/hospedagem ou utilizar um serviço de terceiros como o Youtube ou Vimeo. Se puder usar um serviço de terceiros será melhor para o seu site. Navegadores mobile não rodam vídeo como fundo, salvo engano.
  6. Concordo com você neste aspecto, mas cada caso é um caso a parte. Há clientes que querem para o seu site a performance de um servidor exclusivo pagando uma hospedagem compartilhada - mas com certeza você já vivenciou algo parecido. Não conheço sua empresa e clientes, por isso disse se o cliente for importante para você - não é uma questão de desmerecer clientes menores em favor de maiores ou que pagam mais, mas de focar a sua energia e investimentos no seu nicho de mercado. Se um chinês assinar com sua empresa para hospedar games, e você não trabalha com servidor de jogos e não fala mandarim, imagino que não irá estudar o idioma nem investir tempo, estudo e equipamento para atender apenas um único cliente. Torço para que consiga resolver todas as pendências do seu cliente australiano.
  7. Aproveitando o relato do colega: é possível fazer um tracert a partir de um smartphone? O Registro.br possui a ferramenta tracert disponível em seu site, talvez os equivalentes ao Registro.br nos países onde supostamente o problema ocorra também disponibilizem tal ferramenta em seus sites. No Brasil há sites como o foradoar.org que não fazem tracert, mas verificam se uma url está acessível a partir de seus servidores. Talvez você possa tentar encontrar algumas dessas opções, @JoviNetBR, e se o problema for detectado enviar as capturas de tela para o suporte da HOSTHP- as "evidências". Sou leigo no assunto, mas se o cliente é importante para você, talvez possa conseguir uma VPN sediada nesses países, assim ao invés de acessar diretamente pelo seu computador, iria utilizar uma rota passando pelos países do seu cliente, e veria (ou não) os sites como alguém que esteja num desktop nesses países. VPN tem um custo, claro.
  8. Eu entendi que estávamos falando de um open source nacional e gratuito, alternativo ao WHMCS. Entendi sua lógica e concordo, mas como você mesmo disse: "tem que colocar dinheiro na equação", e como estamos no Brasil a cultura do jeitinho, do ser "esperto" é regra ao invés de exceção. O que não pode é dizer que o desenvolvedor tem que trabalhar de graça, mas ok, open source contribuindo com o desenvolvimento. A impressão que tenho é que no Brasil é bem mais raro doar dinheiro para custear um projeto do que em outros países. Essa é minha dúvida: "oferecer tudo grátis pro cliente final"; "as pessoas pegam e usam como entendem";"e deixar o custo para quem tem interesse nesse público";"tanta gente usando o WHMCS pirata". Esqueçamos o "lucro", pensando apenas em custos de desenvolvimento.. organiza-se o projeto e encontra-se profissionais capacitados e dispostos, e os interessados neste público para bancar os custos - patrocinadores. Vem o cliente final - brasileiro que não desiste enquanto não enganar e tirar vantagem, e remove do código banners e espaços publicitários dos patrocinadores. Um que faça isso não quebra ninguém, mas e se forem muitos ou até a maioria? Se os patrocinadores forem filantropos ou entusiastas do open source ok, caso contrário o projeto morre - desde que comecei a trabalhar com hospedagem vi vários projetos open source caírem no esquecimento. Não é possível um meio termo?
  9. Não concordo com gerenciador open source - entendo que há um custo financeiro e de conhecimento enorme para desenvolver, dar suporte, resolver bugs, e demais para simplesmente "dar de graça" para uma comunidade que irá ganhar dim dim com isso, não colabora e só reclama. Cito os CMS como o WordPress. Só Deus sabe quantos ganham em cima do WordPress.. mas um fração mínima colabora nos fóruns como voluntários e nas traduções. Já encontrei muito picareta que apenas remove as indicações do WordPress da plataforma, e vende a preço de ouro como se tivesse desenvolvido tudo sozinho, incluindo área administrativa, Tema e plugins. A ideia de um gerenciador nacional pago é válida - tanto que uso o Isistem. Não é perfeito, tem alguns bugs, não tem MANUAL - não sei se o WHMCS tem. O Isistem não permite desenvolvedores parceiros, mas vem melhorando muito nos últimos meses, assim como seu suporte. Oferece muitas formas de pagamento nacionais ao cliente, o que é imprescindível. É uma opção nacional e de menor custo ao WHMCS.
  10. Parabéns por além de compartilhar conhecimento e ser uma referência durante esses nove anos, aguentar: todos os dramas entre os membros e com a administração e moderação; perguntas repetidas e até sem noção; pedidos de ajuda sem senso de realidade; não ceder à ganância e protecionismo comuns em qualquer mercado e atividade econômica; e muitas outras coisas chatas que só os fundadores, moderadores e admins ao longo desses anos sabem e não convém perguntar, rs. Uma breja bem gelada e um bolo de Oreo para você Angel (gosto não se discute, rs).
  11. Hosting pode significar tanta coisa, desde hospedagem de sites, hospedagem de jogos, revenda de hospedagem ou de streaming, VPS, Cloud, etc. Alguns pontos: 1) O que exatamente você quer vender em hosting? 2) Qual a menor infraestrutura de qualidade (repare que eu não disse a mais barata) que você precisa para fazer o que você respondeu na 1? 3) Se não tem muita experiência no segmento, o melhor seria começar com uma revenda e deixar o lado complexo das configurações e custoso das licenças com seu fornecedor. 4) Não acredite em sócios, tampouco na perfeição e profissionalismo dos fornecedores, nem na compreensão e boa vontade de clientes, acredite em contrato e termos de uso claros e bem definidos. 5) Como em qualquer mercado, aprenda algo novo sempre. Um bom começo são os tutoriais da CPanel no Youtube, estão em inglês o idioma da oficial da Internet. Claro que não é só isso, nem falei em Marketing, precificação, diferenciais, etc. No Facebook tem grupo e comunidade para tudo. Boa sorte :-)
  12. Souberam dessa? Empresa aérea cancelou 700 voos após alguém desligar a energia em datacenter https://olhardigital.uol.com.br/noticia/empresa-aerea-cancelou-700-voos-apos-alguem-desligar-a-energia-em-datacenter/68744 Lembram da piada do @rubensk, que se lhe falassem besteira demais ele "esbarraria" no cabo de energia do servidor de nomes do Registro.br? Bom algo parecido ocorreu na British Airways, a empresa dispensou 600 funcionários do setor de TI, terceirizou o serviço e cortou o café. No fim de semana passado alguém desligou alguma chave de energia do datacenter ou simplesmente 'tropeçou' no cabo errado... e quase 500 milhões de reais foram para o ralo. Teria saído mais barato manter o café.
  13. Se a moderação não se importar, gostaria que mantivesse o tópico - gostei da explicação e atitude do host diante do post. O que começou como "desabafo" se tornou um conteúdo útil.
  14. Estou usando o Isistem em produção. Tive dificuldades até 2015, mas o suporte melhorou e os bugs estão sendo corrigidos gradativamente. Tem atualização automática, programa de afiliados e vários meios de pagamento. É claro que quem está acostumado a anos com o WHMCS prefere pagar a mais em vez de ter que mudar e aprender algo novo - sem problemas, mas daí a generalizar dizendo que todos os concorrentes do WHMCS são ruins é errado. O Isistem é da empresa do @redenflu, aqui do fórum.

O Portal do Host

Dicas para sua empresa de hospedagem. Artigos, notícias, tutoriais e os aspectos da indústria de hospedagem.

Limestone Networks

A LSN tem sido parceira e patrocinadora do PDH, fornecendo uma plataforma segura e confiável.

Cloud - Servidores decicados - Co-location
×
×
  • Criar Novo...