Clicky

Jump to content
  • Sign Up

VTFerreira

Gold
  • Content Count

    560
  • Joined

  • Last visited

Personal Info

  • Name
    Valter Troetsch de Ferreira
  • Location
    São José dos Campos

Recent Profile Visitors

7,399 profile views
  1. @pluginscpanelwhm - Rapaz, você poderia aproveitar o momento e lançar esse plugin de backup para revendas. Ofereça sua solução profissional remunerada antes que alguém desenvolva uma gabiarra.
  2. Na verdade a história ainda não terminou. A maioria das contas voltou na sexta-feira pela manhã, mas alguns sites tinham erro devido a uma mudança nos padrões de nomes do SQL. Fiquei fora do ar aproximadamente 48 horas (o problema começou na quarta de manhã). Os backups estavam ok e a questão dos banco de dados foi um imprevisto. Ainda tem um site não funcionando corretamente, mas passamos sábado e domingo em contato vendo o que pode ser feito. Algumas lições aprendidas: 1) Não importa quem seja o DC / Host - tenha backups independentes - vou assinar um serviço como DropBox para os backups, e mantê-los atualizados regularmente. Se não me engano tem um plugin de WordPress para backup automático do site no DropBox, será suficiente para clientes que hospedam apenas site em WordPress; 2) Vou providenciar uma nova hospedagem para o site da empresa, ou talvez cloaná-lo em outro DC. Se algo acontecer com os sites dos clientes, é imprescindível ter um site da empresa funcionando para manter os clientes em dia - Facebook e WhatsApp não foram feitos para isso; 3) Equipamentos falham - então planos B e C de emergência deveriam ser rotina, tanto para a hosting quanto para mim (em relação aos meus clientes). Isto foi uma falha da hosting em relação à mim e seus outros clientes e minha para com meus clientes. Saiu do ar, esteja pronto para acionar o plano B e recolocar os clientes no ar em outro local. 4) Pessoas erram, e quando erram a forma como reagem e procuram corrigir - ou não - seus erros mostram o tipo de profissionais que são. Não gostei de ficar fora do ar por dois dias, mas o suporte e o dono da host ficaram à disposição fazendo o possível. Já estive num host que simplesmente desaparecia quando tinha problema (tickets não respondidos, whatsapp e messenger offline, sem qualquer explicação em site/rede social), escondia informações sobre o servidor e recursos, fazia recolocação sem qualquer aviso e sempre culpava o cliente por tudo. @Otavio - concordo contigo, não existe nada ilimitado neste mercado. Digo aos meus clientes que não cobro multas por tráfego de dados, mas se a visitação crescer muito estão avisados no Termos de Uso de que terão que migrar para um serviço com mais capacidade. Espaço em disco, memória e processamento por outro lado SEMPRE são limitados - mas nunca tive problemas. @pluginscpanelwhm - Vou fazer meus backups e mantê-los em um serviço como DropBox. Se você criar algo relacionado para o WHM, divulgue aos 4 ventos! Já pensou um único clique e gerar todos os backups das contas de uma só vez seria ótimo. @Dinei Freitas e @barreto- Clareza, ética. boa comunicação e profissionalismo sempre. Ainda não sei se terá alguma compensação da Host mas eu irei compensar meus clientes. Desta vez não perdi nenhum, mas o uptime caiu muito. Vou colocar o gerenciador e o site da empresa em outra máquina. Essa foi a primeira e última vez que perco o controle da empresa.
  3. Já tive problemas com outros hosts no passado, mas nada que levasse tanto tempo. Provavelmente estamos falando da mesma empresa: o atendimento por regra é bom, em termos de hardware eles oferecem o que prometem. No passado uma outra empresa escondia a quantidade de memória disponível por conta, e nem a instalação do WordPress funcionava. Com esta empresa os dados do servidor são divulgados. Acredito que terminem o trabalho até o fim do dia, o prazo final que deram foi sábado - mas você tem razão sobre pensar com calma, e mais ainda sobre o pânico. Uma coisa é certa: vou copiar todos os backups para um local externo. Se acontecer de novo, independente se continuo ou não com essa empresa, vou colocar os backups das contas de meus clientes em um local externo, assim qualquer problema coloco eles de volta online em um curto prazo em outro servidor.
  4. Com certeza @Dinei Freitas - melhor falar abertamente do que esconder o jogo e depois ser pego empurrando com a barriga. Já está complicando.. clientes avisando que não recebem e-mails com contratos, vendas e pré vendas, sites fora. A 💩está aumentando para o meu lado, mas me dizem que tenho que ser compreensivo e paciente, que demora assim mesmo, etc e tal. Desânimo de ver no ISPTools tudo vermelho no meu url depois de quase 48h.
  5. @pluginscpanelwhm Recomenda algum serviço online automatizado de backup?
  6. Boa tarde colegas, vim pedir a opinião sobre qual deveria ser a postura do atendimento do host. O servidor ficou fora do ar na quarta feira, e com ele minha revenda principal e contas de e-mail que uso para me comunicar com meus clientes. Meu fornecedor - que não vou mencionar o nome, publicou em suas redes sociais e blog a situação, mas que tudo que podia ser feito estava sendo feito e que não enviassem ticket de suporte, ligação de whatsapp e muito menos sinal de fumaça (exagero meu). Conforme o tempo passava, maiores explicações foram dadas - o SSD com o SO do servidor queimou. Disseram que os clientes são de longa data e conhecem o UPTIME do servidor - e só. Inicialmente a solução divulgada era migrar as contas do servidor afetado para outro servidor que estava funcionando bem e até um pouco ocioso. Em poucas horas compraram outro SSD e decidiram por deixar os clientes offline enquanto era feito novo setup do servidor. E o prazo dado foi até sábado para tudo estar funcionando novamente. De quarta feira até sábado offline - alguns sortudos poderiam ficar online antes. O que seria a prioridade: colocar os clientes online novamente o quanto antes ou reduzir a carga de trabalho/custo? Sendo possível migrar os clientes para outro servidor, ainda que mais lento ou em outro DC, não seria melhor do que 4 dias offline? Dizer ao cliente "Você conhece o uptime do servidor, então não enche o saco (em outras palavras)"? Estou sem acesso às contas de e-mail da minha empresa, mas estou enviando esclarecimentos e pedidos de desculpa por WhatsApp a cada um de meus clientes afetados. Muitos aqui operam vários servidores, sendo impraticável o contato individual com cada cliente. mas não seria o caso de enviar um e-mail para todos os afetados, explicando em termos leigos e cordialmente o ocorrido? Demonstrar que a empresa está priorizando a necessidade dos seus clientes, reduzindo o transtorno causado até que uma solução definitiva possa ser realizada? Ser um prestador de serviço é mais que conhecer os detalhes técnicos do trabalho, é saber atender aos clientes e se comunicar com pessoas. Não vou divulgar o nome do fornecedor, isto não é um reclame aqui mas um questionamento da atitude e do atendimento prestados. Quando o seu servidor fica off inesperadamente, como sua empresa reage?
  7. Eu mesmo já participei desse debate uns 3 anos atrás. É ilegal criar tal base de dados pública, por mais corrupto e imoral que seja o canalha que lhe prejudicou. Claro você pode criar um registro dos CPF/CNPJ que já lhe deram problemas e guardar para si mesmo. O exemplo do vídeo não é a mesma situação de um host/prestador de serviços. Penso que todos com algum tempo de mercado já passaram por situação semelhante. Eu recuso ex-cliente que ficou devendo e saiu, ou foi expulso, ou que teve comportamento em desacordo com os Termos de Uso. Não poder pagar e renegociar é uma coisa, dar uma de "esperto e não pagar" é outra.
  8. É como já disseram em outros tópicos, existe mercado para todo tipo de gente e profissional, desde o moleque que vende CD com "1000 templates de site" na feira por "déiz real" até as grandes agências com equipes de arte, foto, vídeo, redação e publicidade. Cada um trabalha da forma que acha mais interessante e correto. Eu respeito meus clientes e fornecedores, tenho minhas assinaturas de Temas - mas é uma escolha minha. Pelo que vejo nos noticiários, tráfico de drogas e corrupção devem dar bem mais dinheiro do que criar e hospedar sites, os tais sempre estão bem financeiramente, vivendo no luxo. Eu não recomendo isso, mas é de cada um fazer suas escolhas.
  9. Usar Tema nulled - pirata, consciente que está pagando merreca por algo que custou o esforço e conhecimento de terceiros e foi copiado sem autorização tudo bem para você, mas exige seriedade? Sua reclamação tem tanta base quanto quem usa WHMCS nulled e depois reclama de invasão.
  10. Estou procurando um banco digital para PJ, vi o Neon e o Inter (antigo Intermedium). O boleto do Neon tem custo fixo de R$ 2,90? Imagino que para cobranças via cartão de crédito, ainda precise de um MoIP/PagSeguro, mas a maioria dos clientes preferem boleto entregue via e-mail. Outra dúvida é que segundo o Nubank, a aplicação automática da conta deles tem projeção de renda de 5,49% ao ano, enquanto o CDB de outros bancos é de 4,66% em média. Se eu entendi direito, a aplicação do Nubank está rendendo mais que a do Neon? Fonte https://www.nubank.com.br/nuconta/ O Nubank é somente para PF, pelo menos no futuro próximo, e a única forma de "sacar dinheiro" é usando o cartão de crédito deles. @redenflu, a conta com aplicação no Neon, o tal do objetivo, é somente PF ou também PJ?
  11. O mais simples seria utilizar um Tema de WordPress que possui o recurso que deseja e apenas inserir o endereço do vídeo. Conforme o Tema você terá que hospedar o vídeo no seu servidor/hospedagem ou utilizar um serviço de terceiros como o Youtube ou Vimeo. Se puder usar um serviço de terceiros será melhor para o seu site. Navegadores mobile não rodam vídeo como fundo, salvo engano.
  12. Concordo com você neste aspecto, mas cada caso é um caso a parte. Há clientes que querem para o seu site a performance de um servidor exclusivo pagando uma hospedagem compartilhada - mas com certeza você já vivenciou algo parecido. Não conheço sua empresa e clientes, por isso disse se o cliente for importante para você - não é uma questão de desmerecer clientes menores em favor de maiores ou que pagam mais, mas de focar a sua energia e investimentos no seu nicho de mercado. Se um chinês assinar com sua empresa para hospedar games, e você não trabalha com servidor de jogos e não fala mandarim, imagino que não irá estudar o idioma nem investir tempo, estudo e equipamento para atender apenas um único cliente. Torço para que consiga resolver todas as pendências do seu cliente australiano.
  13. Aproveitando o relato do colega: é possível fazer um tracert a partir de um smartphone? O Registro.br possui a ferramenta tracert disponível em seu site, talvez os equivalentes ao Registro.br nos países onde supostamente o problema ocorra também disponibilizem tal ferramenta em seus sites. No Brasil há sites como o foradoar.org que não fazem tracert, mas verificam se uma url está acessível a partir de seus servidores. Talvez você possa tentar encontrar algumas dessas opções, @JoviNetBR, e se o problema for detectado enviar as capturas de tela para o suporte da HOSTHP- as "evidências". Sou leigo no assunto, mas se o cliente é importante para você, talvez possa conseguir uma VPN sediada nesses países, assim ao invés de acessar diretamente pelo seu computador, iria utilizar uma rota passando pelos países do seu cliente, e veria (ou não) os sites como alguém que esteja num desktop nesses países. VPN tem um custo, claro.
  14. Eu entendi que estávamos falando de um open source nacional e gratuito, alternativo ao WHMCS. Entendi sua lógica e concordo, mas como você mesmo disse: "tem que colocar dinheiro na equação", e como estamos no Brasil a cultura do jeitinho, do ser "esperto" é regra ao invés de exceção. O que não pode é dizer que o desenvolvedor tem que trabalhar de graça, mas ok, open source contribuindo com o desenvolvimento. A impressão que tenho é que no Brasil é bem mais raro doar dinheiro para custear um projeto do que em outros países. Essa é minha dúvida: "oferecer tudo grátis pro cliente final"; "as pessoas pegam e usam como entendem";"e deixar o custo para quem tem interesse nesse público";"tanta gente usando o WHMCS pirata". Esqueçamos o "lucro", pensando apenas em custos de desenvolvimento.. organiza-se o projeto e encontra-se profissionais capacitados e dispostos, e os interessados neste público para bancar os custos - patrocinadores. Vem o cliente final - brasileiro que não desiste enquanto não enganar e tirar vantagem, e remove do código banners e espaços publicitários dos patrocinadores. Um que faça isso não quebra ninguém, mas e se forem muitos ou até a maioria? Se os patrocinadores forem filantropos ou entusiastas do open source ok, caso contrário o projeto morre - desde que comecei a trabalhar com hospedagem vi vários projetos open source caírem no esquecimento. Não é possível um meio termo?
  15. Não concordo com gerenciador open source - entendo que há um custo financeiro e de conhecimento enorme para desenvolver, dar suporte, resolver bugs, e demais para simplesmente "dar de graça" para uma comunidade que irá ganhar dim dim com isso, não colabora e só reclama. Cito os CMS como o WordPress. Só Deus sabe quantos ganham em cima do WordPress.. mas um fração mínima colabora nos fóruns como voluntários e nas traduções. Já encontrei muito picareta que apenas remove as indicações do WordPress da plataforma, e vende a preço de ouro como se tivesse desenvolvido tudo sozinho, incluindo área administrativa, Tema e plugins. A ideia de um gerenciador nacional pago é válida - tanto que uso o Isistem. Não é perfeito, tem alguns bugs, não tem MANUAL - não sei se o WHMCS tem. O Isistem não permite desenvolvedores parceiros, mas vem melhorando muito nos últimos meses, assim como seu suporte. Oferece muitas formas de pagamento nacionais ao cliente, o que é imprescindível. É uma opção nacional e de menor custo ao WHMCS.

×
×
  • Create New...