Clicky

Hospedado por Limestone Networks

Jump to content
  • Sign Up

Bruno Marques

Bronze
  • Content Count

    171
  • Joined

  • Last visited

Personal Info

  • Name
    Bruno Marques
  • Location
    São Paulo, SP

Contact info

Recent Profile Visitors

1,810 profile views
  1. Só gravar que 100Mbit consegue transferir 32TB/mês.
  2. Basta você configurar seu varnish para ignorar query string. assim ele vai cachear o arquivo principal.
  3. cara como os bancos estão abusando nestas taxas.
  4. Sim, mais aí é característica do produto, na ovh se você pedir o vshpere em vez do vcloud, você consegue consegue alocar mais memoria do que efetivamente tem.
  5. Fábio, funciona da mesma forma, no vmware, conta o que esta em uso, não o que esta alocado.
  6. Sugiro você contratar o serviço de alguma empresa de CDN.
  7. Porque você não utiliza a própria solução da ovh, de cloud dedicado?
  8. A ok, então o problema pelo que estou vendo é que no dns vc aponta para um ip exemplo 1.1.1.1 porém no cpanel o vhost do site esta configurado com outro ip 2.2.2.2 por isso o erro de default page do cpanel.
  9. Ta pelo que eu entendi, você quer que o primeiro servidor, seja uma especie de proxy reverso é isso? assim os acessos http bate nele e ele encaminha para o segundo servidor? Neste caso porque você não instala um nginx como proxy reverso?
  10. Exato alguns softwares de controladoras sata faz isso, em meu desktop da dell, eu utilizo desta forma, um ssd para cache, no desk é bem tranquilo, Em servidor utilizo apenas num servidor freenas, ssd para gravação, é nativo a função e da um bom ganho de perfomace.
  11. Depende do que você diz como grande ataque, e de quanto você irá gastar na aws, pois dependendo do seu volume de compra lá eles não seguram ataques, te dão nullroute e pronto. Em resumo se você paga uma conta alta, talvez tenha a sorte de segurarem o ddos, a politica deles neste sentido não é clara. Quanto a mitigação aqui no Brasil, quase todas empresas usam recursos fora do pais para mitigar, até porque o grande volume de ataque vem de fora do país mesmo, não faz sentido esperar esse trafego entrar aqui para filtra-lo. O grande problema hoje são os ataques L7, estes dão mais dor de cabeça para mitigar, pessoal falou acima de staminus e voxility, utilizei as duas e a staminus é muito melhor neste sentido. Problema é pagar alguns milhares de dólares para fechar um gre com eles.
  12. Entendi, deixa eu tentar explicar de uma forma mais fácil hehe. Tratando-se de virtualização no seu caso você precisa pensar em 2 camadas para ter redundância. 1. camada seria o hypervisor (vmware, citrix, hyperv, etc..) neste caso você poderia utilizar 2 ou mais servidores conectados a um storage em comum a ambos (nfs, icsi, etc...) sendo assim se um servidor físico cair o outro assume as maquinas virtuais que estão em funcionando. 2. camada seria a de serviço, neste caso são os serviços em si que rodam dentro da maquina virtual, aí pode ser webserver, e-mail, games etc... O vmware tem um recurso chamado FT no qual ele sempre mantem uma maquina virtual espelho, assim caso o hypervisor em que a vm esteja caia a segunda vm assume sem downtime, porém precisa ter o cluster de vmware funcionando, e a vm não pode ter mais que 4 vcpus (versão 6 do vmware), porém isso não é uma estrutura de HA 100% eficaz, pois se apenas o serviço(http, dns , mail games, etc...) dentro da vm cair ou o sistema operacional da vm travar, você ficara indisponível da mesma forma. Claro que tudo isso vai do objetivo que seu cliente deseja, se é apenas um HA simples, pra não ficar horas fora do ar, já ajuda e muito.
  13. Sim são dois recursos do vmware, porém é para você ter redundância do hypervisor em sí não da maquina virtual, pois caso algum hypervisor falhe, a maquina virtual é transferida para outro hypervisor. Pelo que entendi seu cliente quer ter redundância dos sites, isso requer um planejamento um pouco maior para implementar.
  14. tem um plugin também que ajuda bastante, https://wordpress.org/plugins/heartbeat-control/
×
×
  • Create New...