Jump to content

Chageback, medidas cabíveis Moip, Pagseguro e outras...


fernandoguga

Recommended Posts

olá amigos,

 

estou desenvolvendo um trabalho de pesquisa a cerca da responsabilidade civil dos intermediadores de pagamento que sabemos o quanto de trabalho e prejuízo nos dão.

 

minha pesquisa busca esclarecer pontos sobre o chargeback e as praticas adotadas por essas empresas.

 

se você ja teve esse tipo de problema, por favor relate sua história. E caso tenha buscado uma solução judicial, se possível, nos informe o numero do processo e o tribunal/estado responsável.

 

Conto com o apoio de todos, informando desde já que disponibilizarei meu artigo/pesquisa nesse fórum assim que concluído.

 

Att.

Fernando

Link to comment
Share on other sites

boa sorte amigo,

 

porque esses gateway e só tristesa o unico que tive um serviço razoável foi a mundipag

 

concordo. Mas isso tem q mudar. Já iniciei os trabalhos, mas pelo jeito ou eu fui o único que entrei com uma ação contra o moip ou o pessoal ainda não viu o post. HEHE.

Link to comment
Share on other sites

Nunca tive (ainda) esse tipo de problema pois tentamos fazer um bom feedback com o cliente e estreitamos nossa relação com um melhor pós- venda.

Porém, se falando de intermediadores e não de gateways, eles nos tem na mão. Tive um problema com o Gerêncianet onde era cobrado 2.8 reais em qualquer transação e passariam a cobrar 4.8‰(acho que era esse o valor) + alguns centavos.

Emitia uma média de 150 boletos por lá e alguns de valores altos (1000 a 3000 reais)

Entrei em contato reclamando e voltaram ao valor fixo, com aumento em 19 centavos. Ou seja., 2.99.

Parece que muitas pessoas reclamaram e entre mudaram a política e cobram nas integrações 3.4 por transação e essa porcentagem em outros serviços.

O que quero dizer é, estamos nas mãos deles, e eles podem fazer o que quiserem conosco e nos ferrar de um dia para outro. Não é só o chargeback que pode nos prejudicar. Muitas vezes trabalhamos com alguns produtos no limite do preço para atrair clientes iniciais, por exemplo é uma mudança de taxas como essa nos prejudicaria, no meio de uma promoção, por exemplo.

Para mim, é uma terra sem leis, onde é feito o que quer com o cliente. Desculpe se mudei o foco do seu tópico, mas a melhor alternativa é partir para o gateway e trabalhar melhor o cliente para evitar o chargeback. Claro que pode acontecer, mas temos que arrumar meios e ferramentas para evita-las ou diminui-las.

Desculpe se errei alguma palavra, tô no celular

Link to comment
Share on other sites

Bom vamos lá, eu tive um problema com chargeback, mas meu caso foi assim.

 

Eu anunciei 3 VPS no mercadolivre, um cara comprou e pagou por mercadopago.

30 dias depois o mercadopago pegou o dinheiro alegando que o dono do cartão desconhece a compra.

e se recusou a me devolver.

 

uma vez que as vps já estavam vencendo, eu levei um prejuízo

 

Entrei com processo nas pequenas causas, expliquei a situação e pronto

veja: Processo No 0004629-16.2014.8.19.0036

 

 

Eu ganhei a causa, o mercadolivre foi obrigado a me devolver o valor retido, e me pagar danos morais.

 

estou com outro processo semelhante contra eles.

ainda não foi audiencia.

mas segue o numero do processo: 0012081-77.2014.8.19.0036

 

Bom é isso ai.

 

.

Link to comment
Share on other sites

Legal sua pesquisa !!!

 

Eu tive um problema com o Pagseguro, mas nesse caso eu fui o comprador, contratei um serviço da internet para desenvolvimento de um logotipo, prazo de entrega em até 3 dias, recebi o arquivo depois de várias edições, algo muito amador, recebi o arquivo final depois de 1 mês.

 Nesse meio tempo abri uma disputa no pagseguro relatando todo o ocorrido e recebi o seguinte retorno.

 

 

Moderador:
21/04/2014 às 18:51     Prezado Cliente. Conforme as nossas Regras de Uso, há pagamentos que não são moderados pelo PagSeguro. Tente contato diretamente com o vendedor para tentar um acordo.

 

Disputa encerrada pelo moderador a favor do vendedor.

Link to comment
Share on other sites

Pequenas causas para pessoa fisica? (você não é uma empresa formal, certo?) Se for uma empresa formal, você não poderia utilizar o pequenas causas para processar o ML.

 

Como você justificou ao juíz a venda de um serviço / produto, sem nota fiscal?

São 2 fatos distintos, o processo foi pelo dinheiro. não importa se é ou não serviço.

mesmo que eu não pudesse fornecer o serviço, isso não justificaria o mercadolivre agir de forma desleal.

então ele deve julgar o fato de acordo com a lei, e caso eu estivesse errado por causa da nota fiscal seria outro processo administrativo e com a receita federal.

 

Esclarecendo o fato, sim sou pessoa jurídica.

mas vamos lá

 

O Fato do titular ser pessoa jurídica não quer dizer que o usuário é pessoa jurídica, portanto eu posso processar como pessoa física.

Você tem um numero de telefone fixo em seu nome, porém quem usa e paga é sua mãe, então neste caso a pessoa que sofreu o dano pode processar bastando ela provar que apesar da titularidade distinta ela que é o usuário final.

 

Então, o cadastro do mercadolivre sim está no nome da minha empresa, porém a minha pessoa física que é o usuário então como o dano foi contra mim e não contra minha empresa eu posso processa-lo como pessoa física, oque foi feito.

 

Justificar a venda de produtos sem nota fiscal, não é preciso já que a função dele não é fiscalizar vendas e sim julgar o fato exposto no processo.

 

É função da receita federal fiscalizar se produtos e serviços vendidos acompanham ou não nota fiscal.

A Função do juiz é exclusivamente analisar os fatos exposto no processo e julgar o mesmo de forma justa baseando-se na lei e atento aos fatos expostos.

Link to comment
Share on other sites

Segue um caso recente,

 

Migrei para utilizar o MOIP e no primeiro pagamento parcelado, além do valor líquido na transação ser abaixo do que deveria com as taxas anunciadas (Roubaram R$ 76 a mais em uma transação de R$1500) cancelaram a compra pois não conseguiram contato com o titular do cartão, e pra finalizar a compra foi creditada no cartão do cliente.

 

Com confirmação do gerente do banco de que a transação foi mesmo aceita, estou entrando em contato com o MOIP e a memsa resposa de sempre é dada: Estaremos entrando em contato em um dia útil.

 

Malditas empresas que atendem os clientes no gerúndio.

 

Ao meu ver isso é um belo processo de tentativa de fraude e danos morais?

Qual sua opinião?

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Unfortunately, your content contains terms that we do not allow. Please edit your content to remove the highlighted words below.
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

Do you agree with our terms?