Jump to content
Sign in to follow this  
pablosbs

Prática suspeita na godaddy?

Recommended Posts

Pessoal tem ocorrido com certa frequência o seguinte problema, ocorre com mais alguém?

Um cliente registra um domínio no meu site e paga com boleto, demora 1 ou 2/3 (se for no FDS) dias para liberar.

Enquanto o pagamento não compensa o cliente fica ansioso aguardando o registro e vai pesquisar em outros sites de registro para ver se o domínio está disponível, neste caso a godaddy.

Nesse meio tempo enquanto o pagamento não compensa o domínio é registrado pela godaddy e começa a ser vendido como domínio "premium" por cerca de U$ 1000,00 ou mais...

Parece ter algum "robo" na godaddy que identifica que o cliente está desesperado querendo o domínio e registra ele pra vender por um valor bem maior...

Já ocorreu com vcs?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

toma cuidado que isso dai da processo, Hostgator todo ano tem um processo desse tipo, cliente registra, e até a confirmação do pagamento alguma outra pessoa registra na frente, resultado, cliente revoltado e processo em cima da empresa. Teve um que o cliente até ganhou por danos. basta verificar em jusbrasil.com.br

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O nome disso em Inglês é "front-running". Notar que isso pode ser feito tanto pelo registrar quanto pelo registry... 

 

... no caso do .br, para evitarmos isso é possível via EPP registrar o domínio sem DNS para garantir a prioridade, e só quando DNS for provisionado que o registro é completado e o saldo descontado. 

No mercado internacional não há meios de pagamento como boleto, cuja efetiva baixa é desconhecida; ou se paga com cartão de crédito, ou com saldo já depositado. É um dos problemas de vendar domínios não .br via boleto... talvez fosse interessante limitar a venda de não .br a meios de pagamento com liquidação garantida. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, rubensk disse:

O nome disso em Inglês é "front-running". Notar que isso pode ser feito tanto pelo registrar quanto pelo registry... 

 

... no caso do .br, para evitarmos isso é possível via EPP registrar o domínio sem DNS para garantir a prioridade, e só quando DNS for provisionado que o registro é completado e o saldo descontado. 

No mercado internacional não meios de pagamento como boleto, cuja efetiva baixa é desconhecida; ou se paga com cartão de crédito, ou com saldo já depositado. É um dos problemas de vendar domínios não .br via boleto... talvez fosse interessante limitar a venda de não .br a meios de pagamento com liquidação garantida. 

Interessante... não tinha me ligado que dava para evitar isso nos .BR...

Vou alterar aqui para registrar todos os .BR imediatamente com os DNS do nosso servidor de parking mas só adicionar efetivamente o domínio na tabela de DNS do parking após o pagamento.. :-)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu já registrei 2 domínios na Godaddy. Quando registrei o primeiro ele demorou quase uma semana para ser liberado, e nesse meio tempo que consultei lá e o domínio estava com disponível para registro. Então eu tentei fazer um novo pedido de registro ai recebia mensagem de que o domínio já estava em processo de registro e não deixou uma "segunda" pessoa registrar.


Gerenciamento e otimização de servidores: Centos, Debian, Ubuntu, Cpanel e VestaCP.
Cloud otimizado e otimização para: Wordpress e Magento.
Virtualização: Implementação e gerenciamento Virtualizor, Proxmox, Openstack e VMware.

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 hours ago, pablosbs said:

Interessante... não tinha me ligado que dava para evitar isso nos .BR...

Vou alterar aqui para registrar todos os .BR imediatamente com os DNS do nosso servidor de parking mas só adicionar efetivamente o domínio na tabela de DNS do parking após o pagamento.. :-)

O único cuidado é evitar que um cliente pague por outro... o cenário seria o seguinte:

Cliente 1 pediu o domínio fff123.com.br. Foi criado um ticket apontando para seus DNS de parking. 
Cliente 2 pediu o mesmo domínio fff123.com.br. Foi criado um novo ticket também apontando para seus DNS de parking. 

Cliente 1 está dormindo no ponto e não paga o boleto...

Cliente 2 vai lá e paga o boleto. Seu sistema reconhece a baixa e ativa o domínio naqueles mesmos DNS. 

Como o ticket 1 é mais antigo, ele tem prioridade e o domínio é registrado. 

Por isso que o mais interessante seria cadastrar sem DNS nenhum... e aí fazer uma transação EPP para atualizar o ticket efetivamente pago com DNS já definitivo. 
Antes que você pergunte, já tem um issue no módulo WHMCS (link do PDH) para isso, esperando alguém implementar... ;-)

 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde,

No meu caso que vendo domínio através da revenda da Resell.biz tem jeito de evitar esse tipo de problema? já que trabalho somente com domínio internacional.

se não estiver jeito estou pensando em colocar no contrato que não responsabilizo se outra pessoa registrar no meio do processo de pagamento do domínio e se isso acontecer a pessoa será reembolsada.

Pois não das para gente controlar isso,pois domínio e liberado para registro pelo órgão de registro de domínio.

O que acham sobre isso?

Att.

Raphael SIlva


Connection Hosting - Hospedagem e Revenda de hospedagem Cpanel com CloudLinux -  http://www.connectionhosting.com.br  - Planos com RVSiteBuilder e Softaculous.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutes ago, raphaelfasilva said:

Boa tarde,

No meu caso que vendo domínio através da revenda da Resell.biz tem jeito de evitar esse tipo de problema? já que trabalho somente com domínio internacional.

se não estiver jeito estou pensando em colocar no contrato que não responsabilizo se outra pessoa registrar no meio do processo de pagamento do domínio e se isso acontecer a pessoa será reembolsada.

Pois não das para gente controlar isso,pois domínio e liberado para registro pelo órgão de registro de domínio.

Me parece que vender apenas com cartão de crédito e/ou saldo (que aí sim pode ser abastecido via boleto) seja o jeito. Colocar no contrato só livra de potenciais queixas por danos simples, mas não perdas por danos morais, fraude ou negligência. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, rubensk disse:

Me parece que vender apenas com cartão de crédito e/ou saldo (que aí sim pode ser abastecido via boleto) seja o jeito. Colocar no contrato só livra de potenciais queixas por danos simples, mas não perdas por danos morais, fraude ou negligência. 

70% das minhas vendas ainda são boleto, eu acho que não vale a pena desativar ele por conta de alguns poucos casos mas vou pensar a respeito :S

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.




×
×
  • Create New...