Jump to content

chattrbr

Z
  • Content Count

    10
  • Joined

  • Last visited

Personal Info

  • Name
    Marco Cristofolini
  • Location
    Florianópolis

Recent Profile Visitors

239 profile views
  1. Os 2 erros ocorreram por causa da falta de espaço em disco. A partir de 90% de utilização de disco o cPanel começa a apresentar problemas, principalmente e-mail e ftp.
  2. Hum, deve ser o mysql. Dá um grep tmpdir /etc/my.cnf e cola aqui. Também adiciona a seguinte linha no fstab: tmpfs /var/mysqltmp tmpfs rw,noexec,nosuid,noatime,nodiratime,nodev,mode=1700,uid=mysql,gid=mysql,size=1024m 0 0
  3. Instala o glassfish, funciona tranquilo com o cPanel e ele oferece pools de conexões, balanceamento de cargas, são funcionalidades que já estão prontas e disponíveis nos conteiners em geral que não exigirão muito conhecimento extra do administrador para fazê-las funcionar. Além disso já contam com um conjunto de bibliotecas pré-instaladas, muitas delas relacionadas a estes serviços que estão homologadas pelo servidor. Tomcat = servidor web, glassfish = servidor de aplicação.
  4. 200% irá utilizar os cores full, ou seja sem limitação.
  5. Sim, por isso indiquei o virtio com writeback. Quanto ao openvz, o pessoal costuma falar mal sem conhecer corretamente. O desempenho do openvz pode ser superior ao KVM pois ele é uma "virtualização" a nível de SO, consumindo menos recursos do que um ambiente em "virtualização" completo. Pois ele não precisa executar diversos kernels pois ele compartilha um único kernel entre diversas VPS, logo o resultado é uma redução no consumo de memória e CPU. Esses 2 cores que você informa estão configurados como 200%? Desde 2014, utilizando writeback em mais de 800 servidores nunca tivemos problemas com perda de dados. O writeback é o famoso cache escreva de volta, configuração bastante utilizada em raid 0 para melhora de desempenho. @PedroHenrique caso desejar conversar, me adiciona no skype ou manda mensagem no hangout [email protected]
  6. Cara, sim o writeback pode causar perda de dados, no entanto acredito que por se tratar de um ambiente de produção backup não será problema, correto? Backup do virtualizor, ou um NAS voltado para backup. Sugiro utilizar o writeback e o I/O policy como nativo, igual o dumpxml que informei acima. Em produção utilizamos o openstack com as configurações que lhe passei, writeback e native e possuímos mais de 800 servidores com kvm orquestrados pelo openstack e nunca tivemos problemas com desempenho. Quanto ao load de 9 é importante investigar a causa e trabalhar nela, acredito que por ser uma loja virtual possa ser o mysql ou os processos PHP, para isso sugiro verificar com o sar a causa, contudo acredito que seja o consumo de memória pelo mysql ou processos PHP. Para ver o consumo de memória na hora em que o load subir, sugiro verificar com o comando no link abaixo, tive que jogar para o paste pois o firewall do sucuri interpretava como exploit, ele irá mostrar o consumo de memória tabulado. https://pastecry.pt/htTDds#Deh3Rug1En2Yz4Hua6Ud9Ev8Ac
  7. Cara, na verdade o Virtio é um framework de I/O , ele é uma camada abstrata que emula dispositivos em paravirtualização. Logo ao utilizar o virtio como como controlador você terá um maior I/O resultando em um melhor desempenho. Para a configuração de seu servidor VPS em KVM, sugiro utilizar o virtio, com cache writeback e o IO como nativo, logo o dumpxml de sua instância deve ficar igual ao abaixo: <driver name='qemu' type='raw' cache='writeback' io='native'/> <source dev='/dev/storage/instance-seuservidorvps_disk'/> <target dev='vda' bus='virtio'/> <alias name='virtio-disk0'/> E o I/O scheduler como noop, pois é provável que seja criado como cfq que realiza um balanço entre leitura e escrita e irá conflitar com o do host que utiliza deadline. E caso achar que o desempenho ainda não esteja como o esperado, sugiro desativar o tickless kernel que pode causar um delay extra em certas situações, para isso basta adicionar na linha de comando do kernel localizado no grub.conf o nohz=off Qualquer dúvida estou a disposição e boa virtualização!
  8. Na verdade, acho que neste momento a atualização falhava por causa do exclude que o cpanel adiciona no yum.conf, e um dos excludes é o perl, logo durante a execução do upcp ele não conseguia concluir a instalação pois não finalizava o yum update perl.
  9. Como você está criando uma partição LVM pode colocar qualquer ponto de montagem, pois depois é possível renomear/remover o volume lógico. Coloca /vz =)
  10. Olá =) Se possível, acessar seu servidor via SSH e executar o comando abaixo: /scripts/upcp --force , Após a finalização do mesmo, execute cat /usr/local/cpanel/version e cole o resultado aqui, se possível também as últimas linhas após finalização do /scripts/upcp --force

×
×
  • Create New...