Tutoriais » A sua marca
Tutoriais

A sua marca

Muito bem, vamos em frente. Agora que já sabemos o que vamos fazer, como e o que vamos usar para isso, falta darmos nome à nossa cria. Para tornar as “aulas” mais interessantes, vamos criar um host de verdade. Assim poderemos ilustrar melhor nossos pontos. E eu vou ficar chamando ele de host o tempo todo? Não, ele precisa de um nome. Algo que, de preferência, indique do que se trata e que passe as minhas ideias, inovação, segurança e qualidade, por exemplo. Em um blog sobre marcas, eu vi algo tipo: “Seu nome é sua promessa. Não é uma garantia, nem um contrato. Mas uma simples promessa de como as pessoas podem esperar que você se saia.” Daí, podemos ter uma noção de como um nome/marca pode ter forte influência. Imagine se o google tivesse outro nome, teria o mesmo sucesso no início?

Como escolher um nome?

O mesmo blog também dá umas dicas sobre o que não fazer:

  1. Não seja óbvio – Não use um nome que tem em todo lugar, afinal você quer que sua empresa seja única, certo?
  2. Considere o contexto – A não ser que seu público seja formado por pecuaristas, não vejo motivos para usar nomes com bichos, por exemplo. Já palavras ligadas a tecnologia ou inovação são bem-vindas.
  3. Menos é mais – Tem gente que mal decora o número do celular ou cpf, para quê um nome grande? E se o Vick VapoRub ficasse com o nome original (Cura contra gripe e tosse do Dr. Richardson)?
  4. Tenha opções – Faça uma lista com vários nomes, pode ser que o seu favorito já esteja registrado, é bom ter um nome de backup.
  5. Não leve ao pé da letra – Existe um host chamado DowntimeHost e outro NoUptime, o fato é que chamam a atenção, não é?
  6. Como se escreve – Passe longe de nomes complicados que são difíceis para o seu público. Algo tipo Rorschach (o teste de psicologia, não o personagem de Watchmen) não é exatamente um nom nome.
  7. O som é tudo – Cacofonias não, por favor. Certifique-se de que o som não dê ideia de uma outra palavra, como “boca dela”, “vez passada”, etc.

Vi em algum lugar que usar a palavra hospedagem, host, hosting, hospedar e correlatos ajuda no mapeamento do google. Penso que sua escolha deve independer disso. Veja grandes empresas nacionais, Locaweb, Tecla, IgEmpresas, nenhuma tem essas palavras mas estão bem no mercado. O nome do nosso host vai ser escolhido por vocês, mas eu tenho alguns nomes em mente também. Dos comentários, escolheremos um e se, ninguém quiser dar nome, eu mesma escoho. Exemplos (já em uso): Porta80, Tecla, Plugin

O Domínio

Infelizmente, a escolha do nome está relacionada à disponibilidade do domínio. Por mais que você queira batizar seu host de WebMundo, você vai ver que este domínio já está registrado (.br e .com). Neste caso, você pode tentar nomes similares (WebPlaneta, NetGlobo…). Não recomendo registar o mesmo nome com uma extensão diferente, pois isso causa confusão para o seu usuário. E, ao usar mecanismo de busca, usando o seu nome o outro pode estar melhor nos resultados. Outra opção é registrar o mesmo domínio .com e .com.br para evitar erros de digitação do cliente. Escolha um para domínio principal e adicione o outro como domínio estacionado ou crie um redirecionamento.

O logotipo

Não é obrigatório que você tenha um logotipo, mas que é legal é. Afinal, um logotipo vai ajudar a lembrar da sua empresa. Sempre que eu vou começar um projeto, tenho que ter o nome e, logo depois, o logo. Ele pode ser comprado pronto e personalizado por você, feito por designers ou até mesmo por você. Há inúmeros tutoriais de como fazer logotipos web 2.0, estilos para photoshop e coisas do gênero. O importante é que ele seja tenha um bom “acabamento”.

O slogan

Depois do meu logo pronto, eu preciso de uma frase marcante que descreva os serviços que eu tenho a oferecer. Por favor, evite frases genéricas e já muito usadas como Web Solutions, Soluções para Internet, e coisas do tipo. Basta algo simples, direto e criativo.

Material extra

Material extra, ou o que os designers chamam de identidade corporativa ou visual, compreende papel timbrado, envelopes, cartões de visita, panfletos, etc. É interessante que a sua comunicação com o seu cliente seja reforçada pela presença da sua marca. Se você vai ficar apenas atendendo via web (o que eu não recomendo), não há necessidade de material extra. Cartão de visita é um item essencial, principalmente se você tem muitos contatos sejam na área de informática ou fora dela. Nada de deixar seu celular num papelzinho com a recepcionista. Crie um folder com seus serviços e anexe cartões de visita com com seus números de contato para parecer mais profissional.

Sobre o autor

Angel Costa

Trabalha com consultoria e hospedagem de sites no Netmundo, escreve sobre estas experiências aqui no Portal do Host.

Comente

Clique para comentar