O que vem agora?

1

Pronto. Você a esta altura já deve ter um host montado ou pelo menos no papel. Possivelmente, já iniciou sua campanha de marketing ou quem sabe conseguiu o primeiro cliente (mesmo que seja o site da sua tia). O pior e o melhor vem agora. E não se engane, é muita responsabildade e dor de cabeça que vem por aí.

A parte ruim

Suporte

O suporte vai ser dor de cabeça garantida em alguns chamados. Telefonemas no meio da noite, perguntas que você não fazem lógica nenhuma, sem mencionar as que nada tem a ver com hospedagem. Esteja sempre preparado e responda com prontidão e cortesia. Não importa qual seja a pergunta. Sempre responda.

Inadimplência

Seus clientes vão lhe dar as mais variadas e originais desculpas para não terem pago alguma fatura. As mais comuns:

  • Não recebi o e-mail – pode ser de fato um erro no servidor, mas nunca se sabe…
  • Não tenho os dados da conta para depósito – Apesar de você não ter mudado nunca o número da sua conta e ela vir bem detalhada no e-mail de cobrança…
  • A data do vencimento não é boa para mim – E o pior de tudo é que o cliente não solicita alteração da data.
  • Etc.

Não importa a desculpa, é bom você ir se acostumando a ouvir coisas absurdas. O importante é ter uma postura quanto a isso, pois você tem várias opções: ser flexível e cativar o cliente usando sua compreensão e empatia (mas isso não diminui a falta/atraso de pagamento) ou ser rígido, cobrar juros e suspender contas quando o dinheiro não chegar (o que pode assustar o cliente mas reduz a inadimplência). Mas tenha em mente que imprevistos podem acontecer com todo mundo, inclusive o seu cliente.

A concorrência

Ah, a concorrência… A sua concorrência, ou seja, todos aqueles que oferecem o mesmo serviço que você vão te prejudicar direta e indiretamente de várias maneiras: preços competitivos, melhor qualidade ou suporte, serviços diferenciados, dentre outros. Dizem que existem somente duas torcidas: a contra e a favor, mas eu normalmente participo da torcida neutra (em alguns casos). A torcida a favor -Você fica de olho no que a concorrência faz e se prepara para fazer tudo 2x melhor, mais barato e mais rápido do que eles. Dá muito mais trabalho e você tem que ficar se re-inventando a cada lançamento da concorrência. A torcida contra – Esse é a pior. Difamação, escândalos, descobrir pontos fracos e expô-los. Além de demonstrar falta de caráter, mostra o quanto as pessoas não sabem se controlar emocionalmente. Evite fazer acusações e passe longe de confusões. Mas defenda-se sempre que seu nome for chamado ao ringue. A torcida neutra – Você pode passar a vida inteira apenas vivendo no seu lindo mundinho de hospedagem e correr um sério risco de ficar obsoleto. Mas neutralidade não quer dizer nulidade. Significa apenas que você tem uma atitude pró-ativa em relação a concorrência. Se de repente a moda do ilimitado pegar, e você realmente achar que isso vai agregar valor aos seus serviços, excelente! É saber filtrar o que é necessário para a sua clientela e benéfico para seu negócio do ponto de vista financeiro. De que adianta roubar idéias da concorrência se isto vai levar você a falência?

A inexperiência

Acho que o ponto mais criticado deste nosso blog é que ele dá conhecimento básico (mas não todo o conhecimento necessário) para que pessoas sem muita experiência ingressem no mercado de hospedagem. Já cansei (cansei mesmo) de rebater os comentários, mas eu gosto de ensinar a pescar – o peixe eu vou sortear mais adiante. Ninguém nasce sabendo. Estes geekzinhos de nariz em pé não nasceram de nenhuma placa-mãe, muito menos tem roteador como pai. Todos aprendem enquanto se desenvolvem. É ridículo como se banaliza a falta de conhecimento dos outros – se estão aqui lendo, creio que seja para aprender (atitude muito louvável, a busca do conhecimento é coisa divina). Para exemplificar melhor a atitude destes PHDs em servidores, seria como um adulto falar mal de uma criança de 6 meses porque ela engatinha. É, porque supostamente eles já nasceram com dentes,  andando, programando e dando ping e tracert de dentro do útero. Não se deixe abater, ao surgir uma dificuldade busque fontes de conhecimento e aprenda para evitar que o mesmo erro volte a acontecer. Quanto a mim, eu não sei quase nada. De verdade, juro. O que eu sei vem de experiência e parcerias. Não tenho vergonha nenhuma em admitir isso.

A parte boa

Todo o resto é bom. Fechar parcerias, contratar o primeiro funcionário, alugar o primeiro servidor, tudo isto é recompensa do seu suado trabalho. O reconhecimento dos clientes é o mais importante. Outro dia, no msn, alguém chiou porque fui ver uma configuração de e-mail na empresa do cliente. E nem era um cliente que paga trocentos reais por mês. Não, hoje ele paga simbólicos R$ 9,90. Mas foi a primeira empresa grande que assinou comigo desde que voltei a este fim de mundo que chamo de lar. Naquela época ele me pagava muito bem por uma conta de hospedagem de 100mb. Meu ponto é que ele me indicou para outras empresas grandes e, com isso, me forçou a crescer (antes eu cuidava apenas no site dele) a aprender mais, porque as demandas dos outros eram diferentes. Tive que meter a cara e aprender muito do que sei hoje e divido aqui com vocês. Mas na cabeça de vocês deve estar o dinheiro. Sim, o dinheiro é bom, mas o cliente deve ser a sua prioridade, como já disseram aqui é a razão da sua existência. A ironia disso tudo é que meu host está ficando às moscas por causa do blog, rs. Mas desejo sucesso a todos! Bom hosting.

1 COMMENT

  1. Já tenho uma ótima base do que devo e do que não devo fazer, muito obrigado por postar esse ”tutorial” você me ajudou muito grato, e assim começarei hoje meu negocio de revenda de hospedagem \o/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here