Entendendo registro, venda e revenda de domínios I – Registro de domínios nacionais

14
(Última atualização: 10 de maio de 2016)

É impossível pensar em hospedar um site sem considerar os domínios. Acho impressionante o número de empresas de hospedagem que não oferecem o registro de domínio. Não oferecer tal serviço é perder clientes em potencial, ou pior ainda, mandá-los a concorrência diretamente.

Registro de domínios

Atualmente, podemos dividir o registro de domínios em dois tipos: o nacional e os internacionais. Ambos com características bem distintas, como veremos a seguir:

Registro.br – O domínio nacional

Os domínios nacionais (TODOS acabam em .br) só podem ser registrados na entidade Registro.br. O preço não varia muito, sendo possível registrar um domínio por R$30,00/ano – há descontos conforme o período de registro. A exceção é a extensão .nom.br que custa esse mesmo valor mas por um período de 3 anos. “Nos velhos tempos”, todos os domínios tinham vencimento no começo do ano, então os domínios registrados em qualquer outra época pagavam apenas o proporcional até a tal data.

Algumas outras mudanças ocorreram, como a liberação dos domínios .com.br para pessoas sem CNPJ (hoje é necessário apenas o CPF), a criação de extensões (.blog.br, .wiki.br, etc.) e criação dos “provedores” de registro – vamos falar deles mais adiante.

Como eu registro um domínio nacional?

É preciso, antes de tudo, cadastrar um usuário. O seu login é gerado automaticamente – não há como mudá-lo – e enviado para o seu e-mail. Um usuário, ou login, ou até mesmo ID (termo usado por eles) pode ser responsável por vários domínios e empresas.

Uma vez cadastrado, você efetua login na área restrita e já esta apto a registrar domínios. Você pode registrar domínios como pessoa física, profissional liberal ou como instituição.

  • Pessoa física –  você pode registrar os domínios: .blog.br, com.br, flog.br, net.br, nom.br, vlog.br e wiki.br. Apesar de aparecerem duas caixas para o nome do domínio, não é necessário usar as duas. Ele apenas te dá a possibilidade de ter um domínio como angelica.costa.com.br;
  • Profissional liberal – há uma variedade de extensões relacionadas a profissões, como eng.br (engenheiros), adm.br (administradores) e assim por diante. Estes também requerem somente o CPF.
  • Institucional – Aqui, você registra como empresa, tendo que fornecer CPNJ e outras documentações dependendo do domínio da sua escolha. Por exemplo, domínios .org.br exigem documentação.

IMPORTANTE: Você pode ter vários domínios registrados como pessoa física, mais um zilhão como profissional liberal e mais um monte como institucional. Contudo, ao registrar um domínio com o CNPJ da uma empresa, você automaticamente é o ÚNICO que pode registrar domínios com este CNPJ. Não consegui descobrir se o mesmo acontece com o CPF.

Informações sobre a pessoa física/profissional liberal/entidade

Nos demais campos, basta preencher os dados, que podem ser os seus ou os da pessoa para a qual você esteja registrando. Lembre-se, você está logado como usuário, mas as informações do domínio (a quem ele pertence) quem vai fornecer é você. Detalhe: ao registrar um domínio, você é automaticamente posto como o contato administrativo dele.

Ao digitar o CPF ou CNPJ você pode clicar em “checar” para verificar se aqueles dados já estão no sistema – daí ele autocompleta o formulário.

Informações sobre o contato

Os contatos podem ser de 3 tipos:

  • Administrativo – Tem autoridade para fazer qualquer alteração no domínio, seja dns, informações pessoais, ou mesmo os outros contatos;
  • Técnico – Tem permissão apenas para editar dados técnicos como o DNS;
  • Cobrança – Lida somente com o financeiro: pagamento de faturas.

Você pode usar o mesmo contato para os três campos ou contatos completamente distintos. Se o domínio é seu, o sensato é informar o seu ID em todos os campos.

Agora, resta apenas informar os dados do provedor de hospedagem

Eu provavelmente deveria ter dito acima que antes de tudo isso é preciso assinar com um provedor de hospedagem. Sim, é preciso que você tenha uma casa, antes de obter o endereço dela. Não é preciso ter site pronto, apenas que a conta esteja criada no servidor da empresa de hospedagem. Ao assinar, eles irão te informar o DNS. É este valor que você quer para preencher os campos ““.

Em geral, são dados apenas dois (algumas empresas fornecem mais) junto com seus respectivos IPs. Insira os dados no formulário e envie. O caso mais comum de erro é o DNS desconhecido, que significa que para o DNS informado não há conta de hospedagem criada.

E agora? Espere cerca de meia hora que seu domínio já está funcional. O boleto tem um prazo generoso de vencimento. E, caso você não pague (qualquer que seja o motivo), ainda é possível pedir extensão do prazo (Dica do Edvan).

No próximo post, trataremos sobre a venda de domínios em empresas de hospedagem.

14 COMMENTS

  1. Já usei esse recurso muitas vezes. Os clientes esquecem de pagar o boleto!

    Daí hoje eu cobro R$ 50,00 pelo registro, fico com R$ 20,00 ( intermediação ) e pago o boleto.

  2. Boa Angel.

    Assim como no CNPJ um ID também é responsável por um CPF, sendo assim o CPF pode ter zilhões de domínios porem sempre registrado por aquele ID que é definido como ID da Entidade.

    Lembrando do ID da Entidade faltou falar sobre ele.

    O ID da entidade é o dono do domínio. Ele tem o poder de alterar todos os demais ID´s.

    No caso do pagamento do registro o desconto funciona assim: 10% de desconto para cada ano que antecipar o pagamento.

    E no caso do registro, se a pessoa não tiver o DNS ainda o sistema registra o Ticket e deixa o domínio com pendência por 15 dias. Só não me lembro se nesses 15 dias outra pessoa pode registrar o domínio.

    Abraços.

  3. Olá Angélica,

    Boa idéia mesmo. Antes não oferecemos domínios nos planos por causa da chateação de gerenciar.
    Estou pensando em oferecer domínios .com e .net free nos sites. Isso manterá os clientes lá, assim não precisarei gerenciá-los. Talvez ofereça .com.br também. Mas o registro.br é uma *****. :))

  4. Pior coisa do mundo é mecher com a REGISTRO.BR

    se você tive que muda algum dado. Eles exigem que você tenha tudo com reconhecimento em cartorio. Mas ai ta a grande pergunta.. .COM.BR não pode se registrado com CPF? .. Porque mil demonios pra muda um dado precisa de reconhecimento em cartorio, com a assinatura, copia de CPF … a nunca mais registro um domínio .br

    É uma burocracia atras da outra. Sem contá no pessimo atendimento de "ALÔ"… ¬¬ … parece que to ligando pra casa de um amigo meu. E não para uma empresa, e sim uma lojinha em um prédio.

    Eu particulamente não mecho com hospedagem, so faço site.

    Mas fica minha grande dúvida. Se a registro.br liberou o .br para pessoas fisicas porque então reconhecimento em cartorio? Poxa se eu registrei um domínio .com.br e não usei CNPJ e provavel que não seja uma empresa e sim um BLOG, etc..

    Eu sinceramente não arrisco. So registro domínios .com.br para pessoas que tem realmente CPNJ …

    • Não acho problematica a questão da documentação não tendo em vista que isso impede que qualquer pessoa faça a transferencia sem autorização.
      Sobre o atendimento telefonico também não tenho queixas, muito pelo contrário, acho até eficiente, tendo em vista que nunca fiquei mais de 1 minuto esperando para ser atendido, e eles sempre são muito formais no atendimento.

    • Renato, nunca precisei enviar nenhum documento autenticado para eles para registrar domínios.

      A única vez que tive que fazer foi quando perdi minha senha, eles pediram que enviasse uma solicitação com assinatura reconhecida em cartório, em dois (prazo do envio) me mandaram uma nova senha.

      Nesses casos é uma questão de segurança mesmo, agora tudo depende para que a documentação foi enviada.

  5. Renato, o reconhecimento em cartório é necessário apenas quando você quer mudar o dono (CPF ou CNPJ) de algum domínio. É necessário para evitar fraudes, afinal um "domínio" é uma MARCA e por isso deve ser resguardada.

    Suponhamos que alguem roube a senha de uma determinada pessoa e transfira os domínios à ela… Pronto, será difícil tê-los novamente. Com o processo burocrático de envio de documentação via CORREIOS, ficamais difícil de existir alguma fraude.

    Obviamente muitos processos da Registro.BR poderiam ser atualizados, porém imagine-os como um banco estatal (e de fato são do Governo Federal)… Qualquer mudança cadastral, informações sigilosas, o que você faz? Vai até a agência… É semelhante.

    Infelizmente nós brasileiros estamos acostumados com a burocracia (que muitas vezes é necessária para manter nossa própria segurança)

    Abraços 😉

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here