É importante ter curso superior na área de computação?

39
(Última atualização: 10 de maio de 2016)

Em geral, nos meses de dezembro e janeiro inicia-se o período de matrícula de escolas e faculdades. Lembro disso porque tenho dois filhos e também porque tenho um curso superior pendente. Depois de passar por outros cursos (Letras e Psicologia), encontrei a minha real vocação em um curso de Análise de sistemas. E com o nascimento do segundo filho, o curso foi trancado faltando apenas um ano para eu receber o meu canudo.

Esta semana estou efetuando minha matrícula e um fato me veio à mente: quando eu era Psi, muitos tinham o curso como uma alternativa/hobby/backup, pois cursavam direito, odontologia e administração. Não viam a psicologia como finalidade – o curioso é que a maioria agora está com empregos medianos na área. Já o curso de Análise era formado por gente de todas as áreas que quer se aprimorar no que já sabe.

Ok. Informática é algo que se pode aprender sozinho. Mas é preciso um diploma? Dentre os meus amigos que mexem com hospedagem, existem contadores, advogados, psicólogos e administradores. Poucos tem curso de Computação, Sistemas de informação e afins.

Vamos aos fatos: 75% de tudo o que eu sei é conhecimento adquirido via google. Na faculdade, aprendi a programar PHP, Java, C++, entender redes, cabeamento, arquitetura de sistemas operacionais, UML, a acessar orkut e meebo via 4proxy.de,etc (vai dizer que nunca fez isso?). Penso que serviu para consolidar ou dar uma base para o que já sabia. Não sei se um curso técnico me valeria do mesmo jeito – ou eu teria que fazer vários para poder compor algo igual à minha grade curricular.

Eu dei sorte de encontrar um curso com uma grade curricular muito boa, parece que foi feito pra mim (que sou web/software e nenhum pouco hardware), voltado direto para o mercado de trabalho atual. Meu único problema é a qualidade de alguns professores – a cidade ainda não tem muitos profissionais gabaritados. Mas o que falta lá, a gente compensa no Google, não é mesmo?

Quero muito saber a opinião de vocês:

  • Você tem curso superior? É na área de informática?
  • Se não tem, pretende fazer algum?
  • É necessário ter um diploma?
  • Já perdeu algum serviço por não ser graduado?
  • E quanto a cursos técnicos?

Qual o seu nível de instrução?

Resultado
Carregando ... Carregando ...

39 COMMENTS

  1. Sou formado em Analise de Sistemas, mas no meu trabalho hoje uso muito pouco do meu curso – mesmo porque foi a muito tempo. Todo o processo de atualização e upgrade de conhecimento (indispensável na área de TI) eu fiz por mim mesmo, de forma auto-didata ou da melhor forma possivel, que é aprender "no tapa".

    Aos que pensam em fazer uma faculdade eu sugiro que façam, mas não pensem que apenas um diploma vai lhes conceder um bom futuro pelo menos não no mercado de TI – tenham tb o "espírito" de auto-didata, invistam em certificações e principalmente algumas horas estudando durante a madrugada com o titio Google que sem dúvida é o melhor professor que existe, embora vc tenha que filtrar algumas coisas que ele ensina.

  2. faça graduação normal em faculdade top e vc estara de boa – mas a questao eh por quanto tempo vc aguenta trabalhar em TI eu já estou pulando fora, muito monotono e acaba com vc fisicamente – ficar sentado o dia inteiro e ainda sofrendo stress de todos os lados te mata em poucos anos

    • Nossa, o stress… eu nem tenho como esquecer dele. O legal é intercalar atividades. Tipo se meter no administrativo para revezar as atividades técnicas. Ficar no computador o dia todo é problema de saúde na certa.

  3. Stress há em qualquer ramo ou profissão. O segredo está em como você administra essa dor de cabeça!

    Eu sou da opinião que, fazendo faculdade ou não, o que importa é a capacidade de aprendizado da pessoa (ou interesse para/com determinados assuntos).

    Muitos acabam se formando e percebem que não nasceram para aquilo, muitas vezes por faltar experiência do dia-a-dia da área. Principalmente nos últimos tempos, em que cada vez mais os meios de informação mostram que é possível ganhar "trilhões" com a internet, mais e mais pessoas – muitas vezes desavidadas – começam a cair de páraquedas.

    Quanto eu fazia a seleção de funcionários de uma empresa de hospedagem, tinha muita gente que se candidatava para vagas de técnico de IDC, nó último ano da faculdade – ou até pessoas formadas em faculdades conceituadas – que não sabiam apertar um parafuso sequer – o que dirá configurar um RAID.

    Resultado: Acabamos contratando um profissional que não tinha curso superior (bem jovem) e que hoje administra toda a infraestrutura tecnológica da empresa.

    É bem relativo, mas eu sinceramente julgo que curso superior sem vontade não é nada, bem como vontade sem ação é menos ainda.

    • Sou formado em Análise de Sistemas e acho importante sim ter um curso superior. Concordo que stress existe em qualquer área e tem gente que até gosta de trabalhar assim! O diploma no nosso país ainda é bastante valorizado pelo mercado de trabalho, embora você já saia da faculdade bem ultrapassado em termos de conhecimento. Um upgrade depois da faculdade, ainda que seja em cursos livres, na área que você tenha mais afinidade, na minha opinião é fundamental.

      • Carlos, não deixo de concordar contigo, mas temos também que analisar por um outro ponto de vista: Eu faria uma faculdade pelo conhecimento e não pelo diploma. Mesmo que não fosse empresário, eu pagaria R$ 70.000,00 na minha formação pelo conhecimento que pudesse adquirir nos 4 ou 5 anos de estudos.

        Durante um evento do UOLHOST, um cliente chegou até o estande e disse: “No Brasil, a maioria das universidades e faculdades (inclusive em cursos de gestão e administração) não ensinam as pessoas a empreender, mas sim a serem empregados de alguém que empreenda.”…

        Eu concordo. Salvo raras exceções, as faculdades nos ensinam como devemos nos portar “nas empresas dos outros”. Óbvio que, se existem empregadores, é porque devem existir empregados, mas é no mínimo ridículo uma faculdade que diz prepará-lo para a administração de uma empresa lhe ensinar o básico das coisas. Principalmente na administração de empresas, a vivência é fundamental.

        Eu sou um defensor assíduo do espírito auto-didata, mas sei que nem todos têm a facilidade de aprenderem sozinhos. Por isso, penso que as faculdades e universidades têm realmente a sua importância, porém há algo que eu não engulo: O fato de se pensar que ficará rico apenas por ter feito uma faculdade que está na moda ou que tem tendência para um futuro próximo.

        Sou da opinião que o dinheiro, sucesso, status, o que for, é consequência de um bom trabalho e não a meta. A meta é fazer bem-feito diariamente… O resto, se tiver de vir, virá!

  4. minha area é toda diferente…huauahuah
    Sou contador e curso 6 período de Direito e trabalho na area hosting desde 2006, um tempo desse trabalhei com desenvolvimento e abandonei o mercado a me dedicar ao gerenciamento…'
    Mas essa minha formaçao fora do ramo, dar-se á às oportunidades da vida… ne…
    Adoro trabalhar em ambas as areas.
    Tenho um amigo que salvo engano tem somente o 3 ano mesmo científico, é um excelente programador .net, tem varias certificaçoes e atualmente ganha muita grana…rsrsrs
    desenvolvendo para Itau, Brasil e empresas de monitoramento de veículos via GPS.
    Acredito que alem do conhecimento é preciso ter determinação e dedicação, sao peças fundamentais para o sucesso!
    Concerteza

  5. Bom gente, sem querer cortar o povo que estuda e que diga de passagem estão certíssimos, o lance é o seguinte, quando um professor de curso superior te diz que quem faz faculdade de programação (Engenharia da computação ou Ciências) está perdendo tempo, pois se o cara pegar um livro e estudar ele aprende te fala uma coisas dessa o que passa na cabeça…seu um idiota…resumidamente, hoje eu não trabalho com TI mas desenvolvo páginas web e sistemas e adivinha, aprendi tudo sozinho…e sem querer me gabar, até que sou bom no que faço…..digo isso que sem a força de vontade, determinação e um pouco de contato, ninguém cresce e que se for preciso enfrentar um asno de um professor que é frustado na profissão que escolheu..faça…pois um dia você irá olhar para trás e dizer…"Cara sou foda! aprendi sozinho (ou com ajuda em alguns casos) o que todos torciam para que eu não aprendesse"

    • A minha opinião é diferente. Até porque curso de nível superior não é para programação, isso se aprende em cursos técnicos. É o mesmo que dizer que curso de engenharia civil se aprende a assentar lajota.

      Fiz dois cursos superiores e um complementa o outro. Os dois foram muito úteis em todas as minhas atividades. Os cursos dão uma base e as formações complementares específicas ajudam a seguir o rumo desejado. Por exemplo, um médico cardiologista não fez apenas medicina, mas o curso de medicina dele foi a base. Se ele fizesse apenas medicina, seria provavelmente um clínico geral em algum posto de saúde.

  6. Conquistar conhecimento superior é um diferencial pra quem sabe como utilizar este diferencial no seu dia a dia. A experiência cotidiana é muito importante, no entanto.

    Se a pessoa tem vocação ao empreendedorismo (ter seu próprio negócio) individual, deve-se fazer um curso superior diretamente relacionado ao seu talento ou ao nicho de atuação escolhido. O curso superior tecnológico é uma boa opção quando tempo e dinheiro não estão do nosso lado.

    Se a pessoa tem vocação ao empreendedorismo (ter seu próprio negócio) e deseja liderar talentos para formar sua força operacional (ou seja, quer governar o negócio e não colocar a mão na massa diretamente ou a todo tempo), cursar ''administração de empresas'' ou ''engenharia de produção'' pode ser de grande valia e um tremendo diferencial. O curso de 'engenharia de produção' nos dá um poder de lógica muito grande, e isso interessa demais à grandes corporações, imagina então ao seu negócio?

    Eu gosto de pensar que a faculdade não te dá apenas conhecimento específico (leia-se: grade do curso), mas também a oportunidade da socialização com pessoas de diferentes níveis e com distintas posições no mercado de trabalho. Dependendo da turma, esse fator pode ser mais impactante do que o próprio conteúdo do curso.

    ''Eu preciso fazer um curso tecnológico relacionado a gestão de pessoas, pois é onde eu mais peco como micro empreendedor.'' #fato

    Eu já ingressei em Direito (199x), em Administração, fixei no Gestão de Processos Gerenciais e vou, se Deus permitir, iniciar Engenharia de Produção. Isso endossa minha opinião, que é nada mais nada menos que uma carta a mim mesmo 🙂

    #minhasopniões

  7. Sou formado como Tecnólogo em Redes e Sistemas Linux e windows. Estudei pelas faculdades de ensino a distância aonde estudávamos somente 1 vez por semana em sala de aula e os demais dias direto do portal da instituição. Eu aderi esta modalidade de ensino pois sou desacreditado no canudo superior em informática, infelizmente o mercado de trabalho é sujo e os próprios profissionais, principalmente no nordeste, é prostituído aonde você precisa largar pai, mãe, esposa e filhos para ganhar pouco mais de R$1.200,00 (nada em vista de custo de vida no brasil).

    Eu estudei em 1998 o segundo grau técnico em processamento de dados, na época era algo a se sonhar, hoje nem a profissão existe no mercado de trabalho. Quando pensei em desistir eu fiz um curso na Micrososft de Fortaleza/CE em acordo com o Governo do Estado do ceara na FAETEC cearense e me certifiquei em Windows server 2000 e windows server 2003 8 meses depois, foi a melhor coisa que me aconteceu em nível profissional e humano. Além de aprender muito, agora aonde levo meu currículo e esta escrito: Cursos – Certificação Microsoft (2000/2003), abre os olhos profissionais das empresas e praticamente a vaga é garantida.

    Em 2008 iniciei meus estudos em Linux, nunca me deparei com coisa mais chata e sem sentido na minha vida, mais teimoso continuei meus estudos no FACISA, faculdade particular em campina grande/PB (minha cidade) e hoje sou certificado em linux após 19 meses de curso. Bem, esta sendo maravilhoso, o mercado se abriu para mim de tal maneira que nem acredito existir tanto campo na informática do Brasil. Até estados unidos, portugal e suécia me convidaram para prestar serviço e morar no país, mais nego ainda as ofertas pois sou pai, esposo e profissional.

    Haaa aquele canudo de Tecnólogo? um dia eu ví ele dentro da caixinha no quarto de empregadas com cupim comendo as pontas da caixa, eu acho que minha esposa colocou no armário da sala..eu acho..pois a última vez que usei ele o Recursos Humanos da empresa que fui prestar serviços disse: Não iremos precisar, apenas queremos saber se sabe configurar Tribox para nossa plataforma SIP no VOIP…. e completou: Aceita chegue para pagar os serviços?.

    FIM.

  8. Eu sou auto-didata, para fazer o que eu faço hoje, não vejo necessidade de fazer um curso, trabalho em casa a 10 anos, aprendi por conta própria ter diciplina.

    Pessoalmente, eu nunca senti necessidade de fazer um curso de faculdade.

    No meu caso, teriam os cursos do sebrae, não vou dizer que os cursos deles são ruins, acho que são bons e ajudam muita gente…mas para mim não vale a pena investir também.

    Eu sempre procurei soluções para industrialização do meu produto, e sempre encontrei os resultados que precisava com minha experiência profissional.

    Atualmente, eu acho que a tecnologia da informação é algo tão dinamico, que um curso na faculdade não tem condições de seguir no mesmo ritimo (minha opinião)

  9. Bom.
    Só conseguir cursar até o Ensino Médio até agora, mas pretendo continuar os estudos e cursar Ciências da Computação para conseguir melhores oportunidades de trabalho.

    Ainda não tenho certeza, mas pretendo me especializar em programação(php, asp, js, etc) pois atualmente é o que mais eu tenho feito, mesmo não tendo feito nenhum curso sobre essas linguagens(fiz somente html, rsrs). Mas graças a minha curiosidade e com ajuda do tio Google, eu tenho aprendido bastante coisa.

    Como é meio complicado conseguir vaga numa faculdade pública, prefiro dar um jeito de conseguir a grana necessária e entrar numa faculdade privada que será muito mais fácil de entrar. Até lá, vou juntando minha grana e criando mais fontes de renda para que isso aconteça o quanto antes…

  10. Você tem curso superior? É na área de informática?
    Sim tenho mas é administração.

    Se não tem, pretende fazer algum?
    Sim, só para pegar o diploma.

    É necessário ter um diploma?
    Sim. Apesar do que é dito, muitos sistemas de avaliação de pretendentes a empregos não sabem avaliar o profissional, por isso o julgam pelo diploma e pela experiencia em carteira.

    Já perdeu algum serviço por não ser graduado?
    Sim, novamente empregos onde não existem testes práticos apenas testes psicológicos copiados de revistas femininas.

    E quanto a cursos técnicos?
    Dependendo do curso acaba, pragmaticamente, valendo mais que o curso superior, pois as vezes é mais voltado para a prática e menos para as teorias.
    My recent post Iron Maiden – The Trooper in the harp

  11. E aí pessoal blza? Então, eu também fiz facul só que de Ciências da Computação, não sei se tem alguma diferença na grade em relação ao de "Sistemas da computaçao" ou apenas a nomenclatura. Tive uma pincelada do antiquissimo Cobol, pouco de pascal (que já fazia parte da grade), C, C++, Java, Criptografia, outras coisinhas que fui aprendendo também com o google. O que mais me ajudou em relação ao que faço hoje acredito que foi a própria lógica de programação, principalmente ao mexer com PHP, isso de fato ajudou bastante, antes disso fiz técnico em Processamento de dados para saber se era o que eu queria de fato. Porém não acredito que o nível superior seja fundamental, pois quando eu comecei a faculdade encontrei pessoas que já tinham a própria lógica da programação na cabeça e outras que mesmo no meio do curso, ainda não conseguiam entender lhufas! Conheço também alguns daqui do portal do host que não tem curso de nivel superior algum e tem conhecimentos de banco de dados, programação, servidores superiores aos de muita gente que está terminando a faculdade. Acredito sim, que a faculdade agregue conhecimentos, porém o que conta mesmo é a vontade de aprender, de "fuçar" um pouco daqui, um pouco dali.
    Não sei se me fiz entender, mas acho que isso é tudo. Valeu !

  12. Tudo que sei sobre web/informática foi adquirido via google (fiz um curso de hardware, mas era mto pequeno e nem lembro mais). Já iniciei duas faculdades de web e nenhuma foi adiante, não passaram do segundo mês. Acho que pra determinadas áreas da computação não se faz necessário faculdade não. Bons cursos de especialidades podem ser muito mais úteis para o conhecimento.

  13. Vamos lá: sou formado em nível médio como Técnico em Processamento de Dados e Técnico em Geomática. No nível superior fiz Engenharia Cartográfica e depois troquei o barco e voltei para Tecnologia da Informação. Atualmente encerrando meu MBA em Marketing Digital. Abraços

  14. Fala Angel e amigos do Host.

    Eu tenho formaçao técnica em processamento de dados. Uso o conhecimento adquirido principalmente na parte de lógica para dar um suporte basico em programação a meus clientes. Utilizo isso como diferencial.

    Na área superior preferi fazer o curso de administração de empresas, tendendo pro lado do marketing, e uso bastante o que aprendi na sala de aula em meu negócio. O retorno tem sido "felomenal" alem de estar abrindo diversas portas pra mim.

    Abraços e bom natal.

  15. Tenho curso tecnico médio de … errrr….. auxiliar de escritório.

    Aqui na minha cidade considero os cursos ligados a TI muito fracos…..
    De vez em qdo até sou chamado pra preparar projetos para monografia destes "cursos" hehhehheheh
    Mas vou fazer uma faculdade destas…. so pra mim ter o diploma … só isso…

    Já tomei carão em empresas que o Analista de TI não dava conta, me chamava, e o cara ficava putinho e perguntava logo em que que eu era formado…. hehehehe

    Tenho amigos designers tb q não tem formação e vez ou outra tem que dizer que são formados em publicidade…. e os trabalhos que eles fazem são exatamente pra empresas de publicidade hehehehe

  16. ola amigos, leio bastante aqui mas muito raro comentar, bem minha opiniao é a seguinte: Fiz faculdade e sou formado desde 2005, quando tinha 21 anos, hj com 26 trabalho por conta e minha faculdade, de publicidade, pra nao dizer nada, pouco ajudou a eu e meus negocios (trabalho com criaçao grafica e criaçao de sites + hospedagem). Aprendi no dia-a-dia, alem de cursos de 2, 3 meses que me abriram a mente pra muita coisa boa nessa area de TI e design.

    Porem nem tudo é flores, a vida nao é facil e se amanha eu abrir uma lanchonete que me render 10 mil liquidos, por exemplo, iria deixar a loucura do que faço p/ algo mais 'normal'. Invistiria meu conhecimento de design em publicidade p/ minha lanchonete, teria uma visao diferente, de nao apenas vender bons lanches e bla bla bla mas sim se comunicar com o cliente.

    Acho que faculdade hoje é puro status, nas empresas que passei, meus chefes mal tinham estudos, e suas empresas faturam, por exemplo, uma delas 130 mil ao mes, outra, mais de 300 mil ao mes, sem estudos, e sim apenas com luta e aprendizado do dia a dia.

    Portanto, faculdade nao garante dinheiro e prosperidade, e nos dias de hoje, ao menos em sp, diferente de mim, a maioria dos alunos pagam pra ficar no bar, principalmente de quinta e sexta…o 'tio' do buteco sem estudo algum, ganha mto mais que muitos 'boys' que lá param seus carros p/ pegar as 'minas'… que coisa, né?

    Ai pergunto: Pq faculdade?… sem luta e determinaçao, estudo e inteligencia nao é garantia de um futuro.

    • Fernando, que bom que comentou. Acho que a faculdade não faz muita falta quando se tem talento e perseverança – e vontade de aprender, claro.

      Graças a Deus, o conhecimento na nossa área – e em algumas outras – pode ser adquirido fora das faculdades.

  17. Fiz facu de análise de sistemas mas se hoje com certeza não faria, o fato de ter faculdade não melhorou nada financeiramete para mim e pelo fato de ter tirado algumas cetificações após a facu meu salário triplicou em menos de 6 meses e recebo contantemente propostas de bons empregos.

  18. Tenho curso superior em administração. Comecei fazer arquitetura mas não consegui completar um ano. Exigia tempo, dedicação e dinheiro. Eu faltava demais, não era dedicado apesar de gostar do curso e o dinheiro que eu pagava ali poderia fazer outras coisas mais importantes já que não iria trabalhar como arquiteto.
    Conhecimento é importante, investir em cursos como inglês ajuda muito.

  19. Amigos, minha resposta à esta pergunta é, taxativamente, SIM, é importante ter curso superior em qualquer área! Li as participações dos colegas acima e muitos enfatizaram que ter um curso de faculdade é desnecessário para a vida profissional. Em parte, concordo com essa premissa, haja vista que conheço excelentes profissionais de várias áreas que sequer têm formação específica, às vezes, nem mesmo um curso técnico e, no entanto, são bem sucedidos. Contudo, não podemos enxergar o valor da EDUCAÇÃO apenas em termos pragmáticos, capitalistas…a Educação é uma herança que nos acompanha pela vida e, se não conduz, necessariamente, ao enriquecimento econômico, amplia nossa cosmovisão do mundo e das coisas, nos desenvolve a criatividade, o raciocínio, o esforço próprio, traz realização e enobrece nossas vidas ao nos ajudar a contemplar as obras de arte, as ciências e as tecnologias com um olhar holístico, abrangente, de diferentes formas e perspectivas. Não podemos incorrer no erro da Educação tecnicista segundo a qual os estudos devem apenas servir ao homem para qualificá-lo ao mercado de trabalho. A Educação é para a vida, pessoal!! É claro que aquelas pessoas que se fizeram por si, que venceram na vida mesmo não tendo a oportunidade de estudos, merecem nossos aplausos e admiração. Mas se tivermos a oportunidade de estudar, de aprender, é importante sim enfrentarmos alguns anos de estudos intensos e obter um diploma. Também percebi algum preconceito em relação Às faculdades à distância…dependendo da faculdade, amigos, a necessidade de estudo é tão ou mais intensa que a de um curso presencial…é mito achar que por fazer uma faculdade nesta modalidade é sinônimo de estudar menos…! Além disso, é importante, seja qual for nossa área de formação, nos atualizarmos SEMPRE, pois o conhecimento é dinâmico e construido no dia-a-dia…portanto, parabenizo aqueles que citaram a importância da internet e da Google neste processo de busca do conhecimento. Abraços a todos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here