7 dicas para organizar suas finanças

19
Personal-Finance

Desde que conheci o Quicken, minha vida financeira mudou. Agora eu sei para onde está indo cada centavo do meu dinheiro. Isso não queria dizer que eu tinha controle sobre o meu dinheiro. O que realmente fez a diferença na hora de administrar o meu dinheiro e o dos meus projetos (host e PDH) foi uma dica do Carlos Zamora (quem mais, gente?). E já compartilharei ela com vocês.

Um dos maiores problemas de quem trabalha por conta própria é a frequência com que entra dinheiro em caixa. E o maior perigo é fazer uso deste dinheiro à medida em que ele chega até você. Explicando melhor: se cada R$ 100,00 que entrarem, você acabar gastando com outras coisas não relacionadas ao seu negócio, vai ser complicado acumular o dinheiro necessário para cobrir os seus custos. Então, vamos ver como colocar tudo em ordem:

1 – Contas separadas

Ter contas distintas para o seu negócio e para a sua vida pessoal é uma questão de sanidade e organização. A conta de negócios pode ser uma destas contas eletrônicas que não necessitam de comprovante de renda para abertura – até mesmo uma poupança serve. O importante é não misturar o dinheiro pessoal com o da sua empresa. Não, contas online tipo MoIP, PagSeguro e Paypal não servem e mais adiante você vai entender o motivo.

2 – Vencimentos no mesmo dia

Se possível, tente ter os vencimentos das contas para uma mesma semana, como a primeira semana de cada mês. Consegui trocar todos os meus vencimentos para o dia 10, dando tempo para acumular dinheiro ao longo do mês para quitar minhas dívidas com os fornecedores.

3 – Saque

Depois de definido o vencimento das suas contas, defina o dia do saque. Este é o dia em que você vai retirar o dinheiro de suas contas eletrônicas (MoIP e similares) para a sua conta de negócios. (É por isso que você precisa de ambas). Por exemplo, meu saque é feito todo dia 1º e meu vencimento sendo dia 10, me dá um bom espaço para este dinheiro cair na conta a tempo de pagar as contas.

4 – Pagamento de contas

Simples e auto-explicativo. O dinheiro está na sua conta? Pague os seus fornecedores.

Dica extra do zamora: Se você tem conta no F2B vale a pena pagar todas as contas por lá. Gastou 60 de luz mas trabalha em casa? Transfere 30,00 da conta “pessoa física” pra cobrir os custos.

5 – Seu salário

Em vez de ficar tirando dinheiro aos poucos – e como diria a minha mãe “desinteirando” o dinheiro – estabeleça uma porcentagem do que está na sua conta para ser o seu salário. Vamos dizer que você definiu que 25% do que está em caixa vai para o seu bolso. Então, retire esse dinheiro logo após o pagamento de todas as contas. É bom também definir um dia para retirar esse valor da conta.

PS: Alternativamente, você pode definir a porcentagem em cima do valor que entrou no mês anterior menos as contas, ou seja, sobre o lucro líquido no mês passado.

6 – Investimento

O dinheiro que ficar na conta é para investimento, fazer a sua empresa crescer. Funciona como um capital de giro. Logo, procure usar sabiamente em marketing, melhores servidores, melhor software, licenças, etc.

7 –  Acompanhamento

Para saber como você vai indo e o quanto sua empresa está crescendo, é bom anotar tudo que entra e sai das contas (incluindo as tarifas). O meu programa favorito, como já disse, é o Quicken versão Home & Business, mas atualmente uso o Buxfer por ser online. Use um gerenciador que tenha relatórios, que permita mais de uma conta e use marcadores ou categorias para classificar as transações.

Sugestões

Contas eletrônicas: Caixa Econômica, Itaú, Bradesco e Banco do Brasil

Gerenciadores de finanças pessoais: Buxfer, Quicken e Moneytrackin

Espero que vocês consigam se organizar como eu consegui com as dicas do Zamora. E vocês, como lidam com o dinheiro que ganham na web?

19 COMENTÁRIOS

  1. Angel, me permita indicar o curso:

    “Aprenda a administrar seu dinheiro: saia das dívidas e entre nos investimentos”.

    Curso Gratuito
    Início:10/02

    Link http://profelisson.com.br/cursosonline/como-organizar-sua-vida-financeira/

    • [email protected]:disqus ótima sugestão.

    • @717e6676257762dd2d60be28201455c6:disqus , não, falo do troca do vencimento (se possível) e não do pagamento parcial das contas. Trocando a data de vencimento, apenas a primeira mensalidade após a mudança seria pró-rata, as outras seguiriam com o valor integral.

  2. Eu uso o minhas economias (http://www.minhaseconomias.com.br/), que por sinal é excelente e gratuito, para minhas finanças pessoais.
    Para as finanças particulares, eu criei uma planilha no Google Docs que extrai informações importantes pra mim, como: média de gastos, descontos cobrados nos pagamentos de boletos, gráficos, etc etc..

    Como o Google Docs “excel” tem um suporte muito bom para se trabalhar com finanças e é muito fácil de se “programar”, então minha sugestão é que para algo simples como finanças pessoais, o site Minhas Economias é uma excelente opção. E para algo mais elaborado, planilhas são indispensáveis.

    O grande erro cometido pelas pessoas: Não saber traduzir dados em informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here