Registrar ou não domínios nacionais para clientes?

33
937
views

Quem está há mais de 2 anos com sua empresa de hospedagem no mercado lembra do tempo em que domínios .com.br eram restritos a pessoas jurídicas, ou seja, apenas com CNPJ era possível ter meusite.com.br. Mas, por questões óbvias, a limitação foi removida e uma das extensões mais usadas no mercado nacional agora é acessível a qualquer pessoa portadora de CPF.

Modelo .com e modelo .com.br

Não sei se isso acontece somente comigo, pois acho a questão dos domínios nacionais extremamente confusa legalmente – pelo menos para provedores de hospedagem como nós. Vocês entenderão melhor minha posição ao comparar o modelo de registro nacional ao internacional (mais precisamente o .com). Como os domínios .com podem ser registrados em várias entidades (Go Daddy, Directi, etc), o seu endereço fica atrelado a ela, mas em SEU nome. E você é livre para alterar seus dados, mover e transferir sua conta.

Já no Registro.br, qualquer alteração de titularidade é cercada de burocracia e envios de correpondência – sim, eu sei que isto é para maior segurança. Não esqueçamos que ela é o único órgão no qual podemos registrar algum domínio brasileiro.

Sob os aspectos legais

Não creio que seja necessário falar dos aspectos jurídicos de registrar domínios para outra pessoa. E certamente não vejo motivo para fazer isso hoje. Outro dia um cliente apareceu perguntando no meu atendimento online se eu registrava domínio .com.br e liberava o mesmo na hora.

Bem, quem libera sempre é o Registro.br, intermediar não agiliza nem atrasa (fora questões financeiras e de tempo) em nadao processo.

Assim que tiver um tempo, eu vou colocar um artigo na minha base de conhecimento sobre como cada cliente pode registrar seu próprio domínio. Acho que já passou do tempo em que valia a pena intermediar este registro.

Outras considerações

Claro que vejo vantagens para algumas pessoas como webdesigners e agências, pois é um jeito de atrair o cliente, criar promoções, etc. Talvez, cláusulas em um contrato bem amarrado e sólido possam assegurar a ambas as partes as responsabilidades e direitos devidos, mas – no meu caso –  acho que não compensa a dor de cabeça que isso pode gerar.

Alguém aí ainda registra domínios .com.br para clientes?

Trabalha com consultoria e hospedagem de sites no Netmundo, escreve sobre estas experiências aqui no Portal do Host.
SHARE

33 COMMENTS

  1. Eu tenho! e confesso que é uma dor de cabeça… sempre registro no nome do cliente mas com o meu ID técnico, administrativo e de cobrança depois quando o cliente deixar de ser cliente e migrar para outro local eu peço para ele criar uma conta no registro.br e mudo os ID's para o dele, assim é a maneira menos traumática que eu encontrei.

    Agora intermediar o processo não vale a pena do ponto de vista financeiro, é mais um "agrado" ao cliente porque normalmente ele desconhece todo o processo.
    Abraço

      • Também faço dessa forma Angélica. Uma vez escrevi um artigo aqui sobre a posse de domínios. Muitos registram em seus nomes e dizem que depois tranferem para o cliente quando ele desejar, mas na prática não é bem assim o que acontece, o domínio fica amarrado.

        Digo isso porque já tive clientes que chegaram com esse problema, a hospedagem anterior era horrível e ele queria hospedar comigo, mas a empresa anterior não deixava ele mudar nem com um 38 na cabeça. Tive casos iguais a esse umas 4 vezes. Lembrando que o domínio não era cortesia, bônus, fidelidade e nada disso, era pilantragem da empresa mesmo.

        Então, quando o cliente não possui um ID, eu crio no nome dele, se ele me pagou ou desejar pagar a mim, apenas deixo o ID financeiro comigo. Se ele já possui ID, envio um tutorial de como ele mesmo pode fazer o registro.

  2. Eu registro dominio .com.br, mas no nome do cliente e com o meu ID, caso ele queira ai mudo para o ID dele…
    E sinceramente acho q o dominio .com só deveria ser permitido o registro para o pessoal que fosse dos EUA e assim tb com os outros .com.br com.ar etc… Cada um no seu cada um 🙂

    • Marcelo, eu entendo a sua preferência pela regionalização e até concordo, em parte. Mas e as empresas internacionais? Sites não pertencentes a um país, como unicef, ONU?

      • As empresas internacionais tem seus escritorios espalhados pelo mundo, e nada mais justo que em cada pais que ela esteje, utilizar a terminação correspondente de cada pais em seu dominio, como ocorre com google, yahoo. Por exemplo: yahoo.com; yahoo.com.br, etc…
        E aos sites que não possuem um país, segue a mesma regra das empresas internacionais, pois esses orgãos tem seus escritorios tb espalhados por esse mundão.
        Ou tb poderiam criar uma TLD para esse tipo de ONGs e empresas.

  3. Já ta na hora do registro.br oferecer uma integração com paineis de controle como o WHMCS.

    Fornecer API… Para criação de módulos.

    • Bom, existe sim um tipo de API, mas é só para provedores cadastrados e acho um pouco improvável pra quem não tem dedicados – eu nunca entendi a documentação.

      • Na verdade, este "API", é um furo, a registro.BR cobra uma taxa de R$ 4000,00 adiantado em troca este valor será enviado para você em forma de crédito para registro de domínios.

        Vantagens
        1 – Ter o nome no sistema deles para o cliente escolher o provedor.
        2 – Obter uma desconto no valor de R$ 3,00 (grande desconto esse, nem vergonha eles tem).
        3 – usar um sistema feito sei la como pois também nunca entendi como funciona direito (alias quando vi a taxa achei piada e desisti de tudo).

        Assim a registro.br é um órgão que necessáriamente deveria sofrer uma pressão maior por parte das empresas e clientes que detém nomes .br, pois eles fazem o que querem como querem da forma que querem e cobram o que querem, um domínio internacional hoje sai por U$ 8,00 ou U$ 9,00 dólares americanos, isso multiplicado por 2 da uns R$ 20,00 reais, a registro.br cobra 30,00, detem os nomes de caracteres curtos somente para eles, e as terminações .br é só deles.

        Resumindo.

        Registro.br no brasil não tem nada de democracia…………

  4. Sempre que o cliente me da a oportunidade, eu ofereço um domínio gringo pra ele.

    Além dos detalhes comentados, existe também algumas anomalias com domínios que você vai colocar o dns, e diz que o slave é desconhecido.
    eu tive uma revenda que não consegui por nada deste mundo usar meu domínio .com.br como nameserver.
    Tenho um site pessoal que este no cnpj de outra empresa (na epoca que não podia criar com cpf) e pra transferir p/ meu nome, apenas por meio de juiz, já que não localizo a empresa (ou deixar morrer e correr o risco de alguém pegar no meu lugar depois de 8 meses aproximados).

  5. Fala pessoal.
    Também faço para os meus clientes como o Eder, porem cobro pelo serviço e especifico isso no boleto. Ele me paga os R$ 30,00 do registro e R$ 15,00 do serviço.
    Muitos vão dizer que é esfolação (risos), mas eu só cobro isso da primeira vez, como eu tenho um indice baixo de cancelamento de serviços esse custo se dilui pelo restante dos anos.
    Quando o cliente vira ex-cliente eu tenho um documento que peço pra ele preencher e reconhecer firma em cartório.
    Já vi casos de empresas que transferiram o domínio através de solicitações por e-mail para outras empresas, e depois o cliente entrar na justiça querendo saber porque isso foi feito. Alem disso já vi casos como a Redehost que transferiu o domínio para o ID errado. Sorte que o domínio do lembrete da senha deste id estava disponível, foi preciso registrar o domínio e criar uma caixa postal para resetar a senha.
    Enfim, sou a favor da democratização também. Mais empresas oferecendo o mesmo serviço significa competição de preços, serviços melhores e consequentemente cliente satisfeito.
    Abraços a todos.

  6. Eu registro… mais cobro 15 reais de taxa pelo servico fora os 30 reais do registro.br
    muitos não sabem fazer o registro, ou ainda existe aqueles que nao tem conhecimento tecnico para o mesmo, ou ainda querem e fazem questao que nos administremos isso pra ele… tanto o registro quanto a cobrança, no intuito de ficar tudo centralizado…

  7. Pessoal eu ja registro domínios para meus clientes a muito tempo dede 1998 e já tive diversas dores de cabeças e problemas na justiça por isso. O domínio é como se fosse a marca de seu cliente mas não esta incluso no processod e patende dele… o que significa se você for o dententor do domíno cocacola.com.br no brasil ele é seu a Empresa não pode fazer nada a não ser comprar ele de você, logico desde que o conteudo do site não se refira ao produto da empresa.hehehe
    Em miudos hoje registrar um domínio para um cliente aqui no Brasil deve se seguir o seguinte passo primeiro o clie nte lhe preenche um formulario de solicitação de dominios com todos os dados que a registro.br solicita para criar um ID você tem a opção de criar isso para o cliente de forma gratuita ou paga ou enviar um minitutorial ao seu cliente para que o mesmo faça e como todo ou maioria dos clientes acabam pagando para que você o faça. após você criar o ID para o seu cliente ai você registar do domínio no nome e nos dados dele apénas mantendo o ID tecnico seu para que você possa administra-lo e se ele quiser cancelar com você por qualquer que seja o motivo ele pode pegar o email com o ID e senha dele e passar para quem ele quiser. se vocês fizerem de outra forma achando que é uma forma de segurança ou de reter seu cliente não caia nessa pois não tem como hoje esta sendo criadas leis sobre isso pois os domínios podem ser grandes formas de prejudicar uma empresa financeiramente. E tem muitas empresas que cresceram no mercado fazendo o sequestro de domínio uma maneira feia de crescer mas existe. Webdesigner que registram domínios dos clientes antes de terminar o site so para ter a garantia que ira receber pelo termino do serviço deles entre diversas outras formas. Tem o dono de uma empresa no ramo de registro de domínios que hoje da consultoria para outras empresas que cresceu registrando domínos que poderiam se tornar de sucesso e hoje o cara esta podre de rico pois ele fazia um pequeno investimento de 30,00 reais e depois revendia o mesmo por 20, 30 até 50 mil reais a grandes empresas ou alugava os mesmos apenas para que pessoas pudessem ter um email @advogado.com.br entre outros…

    Então sempre seja claro ao cliente e não tenha vergonha de cobrar pelo serviço de fazer o registro pelo cliente pois ele não vai saber fazer por mais que seja claro no site da registro.br como realizar o procedimento.

    Para informações eu cobro dos meus cliente uma taxa de 10,00 reais para fazer o processo de registro para eles alem da taxa da fapesp (Registro.br)

  8. Estava pensando exatamente isso ontem antes de ver seu Post.
    Eu ofereço sim o registro para facilitar o cliente, mas faço todo o registro com os dados dele, mas pior é quando ele já tem um domínio registrado em seu documento com outro ID.

    Além dessa questão, o WHMCS não automatiza a troca de DNS para domínios nacionais, ou estou enganado? Para alterar o DNS de .com.br o cliente pede isso por ticket, e acho muito chato e amador, por isso também fico na dúvida se vale mesmo a pena ou não.

  9. Eu também registro domínios para clientes que hospedam comigo mas sempre faço isso com os dados do cliente mas no meu ID, e tambem assim como Romulo cobro uma taxa de R$20,00 por essa intermediação, e também fico responsavel pela cobrança para o cliente, na maioria das vezes o cliente prefere deixar tudo centralizado em um só local, ai o cliente me paga e eu pago a entidade responsavel pelo registro.

    Nos casos em que eu registro o domínio são cliente que desenvolvem e hospedam comigo, assim eu sei que eu terei o controle, não faço somente o registro.

  10. Sempre registro em nome do Cliente, pois quando ele necessitar efetuar mudança, estará livre.
    Eu fico muito surpreso com alguns clientes que querer migrar para minha empresa e reclamam que a empresa anterior amarrou o dominio deles, e olha que são grandes empresas, que até mesmo fazem propaganda com atores Globais, mesmo assim fazem esse papel tão ridiculo. Já teve até um caso que eu tive que ligar para a empresa e depois de umas 20 ligações, consegui falar com o setor administrativo e eles resolveram o problema do meus cliente.

  11. Bom dia a todos.

    Faço assim: O cliente assina um plano e solicita o registro.
    Então, é gerado um boleto único onde é cobrado R$ 35,00 (do Registro) + o valor da primeira mensalidade (não ofereço planos trimestrais, semestrais e nem anuais).
    Acho melhor que o cliente efetue apenas pagamentos mês a mês.

    Registro em nome do cliente, porém, dentro de meu ID.

    O brabo mesmo, é quando chega um clienete que quer transferir o dominio para minha empresa e o "menino que faz site" para ele sumiu.
    Então, preparo uma documentação com carta de transferência de ID administrativo e envio pro Registro.Br e ZÉ-FINÍ…

    Até a presente data, acreditem, tenho quase oitenta clientes e nunca aconteceu de migrarem para outra empresa. Quando isso acontecer com algum, jamais iria amarrá-los pois, concordo com o pensamento de que: PIOR QUE NÃO ATENDER BEM, É NÃO DEIXAR PARTIR.

    As empresas seja qual for o segmento, não podem agir como maridos violentos que não aceitam divórcio.

  12. Antigamente oferecíamos esta serviço tb, intermediando o registro dos .br. Mas a bastante tempo desisti – muito trabalho e dor de cabeça para pouco retorno – muito mais simples um passo-a-passo para o cliente poder ele mesmo registrar, dando-lhe suporte e ensinando o caminho das pedras.

    É impressionante o número de clientes que já chegaram a nós aqui diariamente com o registro em nome de outros (outros IDs) que sumiram do mapa – e lá vamos nós ensinar a fazer a tal cartinha pro registro.br, criar seu próprio ID, etc…

    Fora aqueles que por incrível que pareça simplesmente não querem "liberar" o registro para tentarem manter o cliente (geralmente leigo) com eles.

    É cada historinha pra boi dormir que chega aqui que vou te contar viu…

  13. Com certeza,

    Faço tudo para meus clientes, registro os domínios, contrato a hospedagem e desenvolvo o site.

    Só faço se for tudo, assim faço um serviço completo onde qualquer coisa que possa dar errado faço questão de me responsabilizar. Os clientes nunca entendem o que é domínio, hospedagem, e o site (desenvolvimento).

    Até +

  14. Pelo que sei a empresa: webnames.com.br nao é um provedor de hospedagem.

    E possuem o registro.br integrados ao whmcs deles.

    Alguem sabe dizer ?

  15. desculpem sei que o post é velho mais nao vou deixar de comentar por isso rsrs.

    atualmente os problemas permanecem os mesmos, eu atualmente trabalho com registro somente (.com.br) e registro diretamente com as informações do cliente repassando os mesmo em seguida para o cliente assim fico isento de qualquer coisa relacionado ao dominio.

    já para clientes que queiram registrar outros tipos de dominios recomendo uma empresa de registro como uolhost para ele efetuar os devidos registros e ensino mudar os dns para meu servidor, e/ou dependendo do caso eu registro com as informações do cliente configuro tudo certo e logo em seguida informo ao cliente que o dominio foi registrado na uolhost e lhe passo as informações e explicações do porque o dominio foi registrado na uolhost.

    sendo assim fico sempre isento de qualquer coisa caso o cliente queira mudar de servidor ele mesmo terá acesso para fazer as devidas alterações.

    mais em minha opniao acho que deveria ter uma ferramenta para nós que temos nossos hosts poder nos cadastrar, claro com informaçoes verdadeiras e confirmadas para que tivesse-mos uma ferramenta igual ao da uolhost por exemplo, onde tudo relacionado ao dominio é possivel ser administrado pelo proprio cliente.

    e essa ferramenta deveria ser gratuitamente ou cobrar uma taxa que muito baixa.

    acredito que neste caso todos sairiam ganhando com isso, os orgões iriam ganhar uma taxa por exemplo 5,00 mensal de cada host no entando aumentaria seu faturamento.

    o cliente pois ele poderia administrar os dominios nesta ferramenta mesmo que troque de servidor.

    e nós pois ofereceria-mos um melhor recurso ao cliente.

    • @e44c8603720123ad864b0feba65c7f7d:disqus Já era tempo do Registro ter uma solução similar aos .com, onde qualquer pessoa pode revender os domínios.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here